Conmebol detalha como será Copa América com sede dupla em 2020
capa

Conmebol detalha como será Copa América com sede dupla em 2020

Abertura da competição acontece no dia 12 de junho, na Argentina, e final será na Colômbia, ainda em data a ser definida

Por
AE

Argentina de Lionel Messi será uma das sedes da competição

publicidade

A Conmebol confirmou nesta segunda-feira, por meio de um anúncio oficial feito no Rio de Janeiro, que a Copa América de 2020 será iniciada no dia 12 de junho, na Argentina, e terá a sua decisão na Colômbia, ainda em data a ser definida pela entidade.

Os dois países abrigarão de maneira conjunta a competição, cuja edição atual terá as suas semifinais e finais realizadas nesta semana, no Brasil, sede única do torneio neste ano. "Pela primeira vez o torneio contará com sede dupla, com o objetivo de aproximar o futebol sul-americano de todos os torcedores do continente. Desta maneira, cada uma das sedes contará com uma fase de grupos, duas partidas de quartas de final e uma semifinal", destacou o órgão que controla o futebol da América do Sul em nota publicada em seu site.

A entidade também informou que, com este novo formato de disputa, a Copa América terá um total de 38 jogos e cada seleção fará pelo menos cinco partidas no país anfitrião mais próximo de sua respectiva localização geográfica no continente. 

Austrália e Catar, dois últimos campeões da Copa da Ásia, participação como convidados e estes países entrarão em diferentes grupos de seis seleções cada que a competição possuirá, completou a Conmebol, que ainda disse que "o calendário e os jogos do torneio mais antigo da América do Sul serão anunciados mais adiante".

O Conselho da Conmebol já havia confirmado no último dia 13 de junho a presença de catarianos e australianos na Copa América de 2020. Uma destas equipes nacionais integrarão uma chave denominada Zona Norte, que terá Brasil, Colômbia, Venezuela, Equador e Peru, enquanto a outra fará parte da Zona Sul, que contará com Chile, Uruguai, Argentina, Paraguai e Bolívia.

Pelo regulamento criado para esta próxima edição da competição, os quatro primeiros colocados de cada grupo avançarão às quartas de final. Confirmada como palco da decisão, a Colômbia voltará a abrigar o confronto que vale o título depois de 19 anos - em 2001, atuando como país-sede, a seleção do país se sagrou campeã ao superar o México por 1 a 0, em Bogotá.