Conmebol julgará expulsos do Gre-Nal na próxima segunda-feira

Conmebol julgará expulsos do Gre-Nal na próxima segunda-feira

Jogadores podem ficar de fora do restante da fase de grupo e uma eventual oitavas de final

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Confusão começou após lance entre Moisés e Pepê


publicidade

* Com informações do repórter Rafael Pfeiffer

A confusão entre oito jogadores de Grêmio e Inter, no primeiro Gre-Nal da Libertadores, disputado no dia 13 de março, na Arena, terá seu episódio final na próxima segunda-feira, na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai. Os gremistas Caio Henrique, Paulo Miranda, Pepê e Luciano, e os colorados Cuesta, Edenílson, Moisés e Praxedes serão julgados pela Comissão Disciplinar da Conmebol e podem ser suspensos nas três rodadas restantes da fase de grupo e de uma eventual oitavas de final.

O artigo 12 do regulamento disciplinar da Conmebol prevê suspensão de pelo menos uma partida na competição ou por um tempo específico por insultar, ofender ou ameaçar jogadores ou outras pessoas presentes na partida, sempre que não constituam faltas mais graves.

No parágrafo B artigo 12, a suspensão é de, no mínimo, duas partidas na competição ou por um período de tempo específico por conduta violenta ou por agredir jogadores, ou qualquer outra pessoa presente na partida. Já o parágrafo C permite a Comissão suspender por, no mínimo, cinco partidas na competição ou por um período de tempo específico por uma agressão ou menosprezo que seja considerado como grave pelos órgãos judiciais.

A audiência será fechada e terá a participação dos departamentos jurídicos da dupla Gre-Nal através de videoconferência, como determina as orientações da Organização Mundial de Saúde para evitar aglomerações de pessoas. Se mais um atleta fosse expulso, o clube também poderia ser punido. Caso os atletas peguem até três partidas ou dois meses, os clubes ficam impedidos de recorrer a Câmara de Apelações da Conmebol.

A confusão iniciou após um lance entre Moisés e Pepê, que já vinham se estranhando desde que o atacante gremista havia entrado em campo. Com os ânimos exaltados, muitos jogadores dos dois clubes e integrantes das comissões técnicas invadiram o campo. Paulo Miranda e Praxedes, que não estavam atuando, acabaram expulsos.


A Libertadores foi paralisada pela pandemia da Covid-19 na segunda rodada da fase classificatória. O Inter lidera o grupo E com quatro pontos e saldo três. O Grêmio também tem quatro pontos, mas saldo dois. O retorno da competição depende do fim dos graves problemas de saúde provocados pelo novo coronavírus no continente.