Conmebol suspende a organização da Copa América na Argentina

Conmebol suspende a organização da Copa América na Argentina

Em nota, a entidade afirmou que analisa a oferta de outros países que mostraram interesse em abrigar o torneio continental.

Correio do Povo

A seleção brasileira é a atual campeã da Copa América

publicidade

A pandemia de Covid-19 volta a afetar o esporte. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) informou na noite deste domingo que, "em atenção às circunstâncias presentes, resolveu suspender a organização da Copa América na Argentina". A competição tem início marcado para o dia 11 de junho. Em nota, a entidade afirmou que "analisa a oferta de outros países que mostraram interesse em abrigar o torneio continental. Em breve serão anunciadas novidades nesse sentido".

A afirmação foi feita minutos depois de o ministro do Interior do país, Wado de Pedro, ter alertado que era "muito difícil" manter o torneio devido à situação da pandemia de Covid-19. Amanhã, o presidente Alberto Fernández daria a palavra final sobre o assunto, mas a Conmebol antecipou a decisão. O Conselho da entidade se reunirá de forma emergencial na manhã desta segunda-feira, às 9h (de Brasília), quando deve haver novidades.

O torneio seria inicialmente disputado em dois países, mas na semana passada a Conmebol transferiu todo o torneio para a Argentina, depois da Colômbia adiar a disputa em virtude da crise social que o país vive. Não está descartado o cancelamento da competição, que conta com a participação de 10 seleções.

Na quarta-feira passada, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) alertou sobre um patamar “preocupante” de casos e mortes de Covid-19 nas últimas semanas nas Américas, e lamentou que muitas pessoas e lugares não tenham cumprido as medidas preventivas. De acordo com a Opas, quatro em cada cinco dos países que relataram o maior número de novas infecções estavam na região (Brasil, Estados Unidos, Argentina e Colômbia), e cinco relataram o maior número de mortes cumulativas (Estados Unidos, Brasil, México, Colômbia e Argentina).


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895