Técnico da Bélgica afirma que vitória sobre o Brasil foi "triunfo da tática"

Técnico da Bélgica afirma que vitória sobre o Brasil foi "triunfo da tática"

Roberto Martinez elogiou postura e dedicação de cada um dos jogadores belgas

AE

Roberto Martinez elogiou postura e dedicação de cada um dos jogadores belgas

publicidade

O técnico da Bélgica, Roberto Martinez, afirmou nesta sexta-feira, em Kazan, que a vitória por 2 a 1 sobre o Brasil, pelas quartas de final da Copa Mundo, lhe propicia uma enorme satisfação pessoal. Ele afirmou que a vitória significou principalmente um triunfo na parte tática ao saber preparar a equipe e dificultar as ações do Brasil. "Como treinador eu nunca perdi uma partida na parte tática. Só no campo que sim. Tínhamos de estar atentos com tudo. Nossos jogadores foram bravos, jogaram muito bem", afirmou.

O espanhol que está no comando da equipe há dois anos elogiou a atuação do time na partida e afirmou que pelo desempenho, se sente extremamente orgulhoso por ter vencido o adversário mais qualificado do torneio. "Sou o homem mais orgulhoso do mundo neste momento. A forma como meus jogadores acreditaram e jogaram no segundo tempo foi incrível, nós tínhamos de fazer isso", afirmou Martinez. O resultado levou a Bélgica à semifinal da Copa do Mundo pela segunda vez na história. A ocasião anterior havia sido em 1986, no México, quando acabou na quarta posição.

Martínez pediu para a população da Bélgica apoiar bastante a equipe a partir de agora. "Esses atletas dedicaram as suas carreiras ao futebol belga. Espero que a população veja que é especial, que eles merecem ter orgulho do que estão fazendo na Copa", afirmou Martinez. A Bélgica é a única da equipe desta Copa a ter vencido todas as partidas.

O treinador repetiu várias vezes durante a coletiva que o Brasil era a melhor equipe da Copa e comentou que na preparação para vencer, trabalhou bastante a parte mental. "Para ganhar do Brasil em uma Copa você tem que acreditar e estar bem psicologicamente. Nos últimos cinco minutos achamos que íamos levar o gol. Mas a gente acreditou tanto que conseguimos vencer", afirmou.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895