Criciúma bate lanterna Vila Nova com dificuldades e se aproxima do G4 na Série B

Criciúma bate lanterna Vila Nova com dificuldades e se aproxima do G4 na Série B

Em pênalti polêmico, Marquinhos Gabriel marcou o gol da vitória do Tigre por 1 a 0

AE

Marquinhos Gabriel comemora o gol da partida no Heriberto Hülse

publicidade

Foi no sofrimento, com placar magro e gol de pênalti, mas o Criciúma conseguiu superar o Vila Nova na manhã deste sábado pela 14ª rodada e voltar a vencer no Campeonato Brasileiro Série B. O time catarinense triunfou por 1 a 0, resultado que o coloca próximo ao G4 da competição. O jogo aconteceu no estádio Heriberto Hülse, e o Vila Nova segue na lanterna do torneio.

Com o resultado, os catarinenses chegaram a 19 pontos conquistados e saltaram provisoriamente para a sexta colocação da tabela de classificação, apenas três pontos atrás do Grêmio, primeiro time no G4. Do outro lado, o Vila Nova chegou a oito jogos sem vencer e amarga a lanterna, com 11 pontos.

De olho no G4, o Criciúma entrou em campo determinado a conquistar o resultado e foi pra cima dos adversários desde o apito inicial. O time da casa dominava a posse de bola, mas não conseguia penetrar com perigo na defesa do Vila Nova, até que aos 25 minutos, o VAR assinalou um pênalti polêmico para o Criciúma após toque na mão de Alex Silva, que gerou muita reclamação por parte dos visitantes, culminando na expulsão do treinador Dado Cavalcanti.

Sem querer saber de polêmica, Marquinhos Gabriel foi para a cobrança e não desperdiçou, fazendo 1 a 0 para o time mandante, aos 28 minutos de jogo. A partida seguiu quente e com muita disputa no meio de campo, até que aos 41 minutos Ralf chutou com perigo e quase deixou tudo igual, na primeira grande chance do Vila na partida. Aos 44, Rodrigo respondeu para o Criciúma quando desviou de cabeça e a bola bateu no travessão.

Na volta para o segundo tempo, o Criciúma se lançou ao ataque em busca do segundo gol e perdeu uma chance incrível de ampliar o placar aos cinco minutos, quando Lucas Xavier recebeu na área, limpou, mas na hora de bater, chutou para fora. O time da casa perdeu mais uma chance aos 13, quando Fellipe Mateus, na entrada da área, isolou. Depois disso, o Vila passou a pressionar.

Aos 19, Willian Formiga chutou com perigo ao gol de Gustavo, que defendeu um chutaço de Pablo apenas um minutos depois. Aos 22, foi a vez de Arthur Rezende colocar Gustavo para trabalhar novamente, fazendo boa defesa. O time da casa reagiu aos 39, quando Lucas Xavier tirou tinta da trave em cabeçada no segundo pau. Na reta final, o jogo ficou truncado, sem muitas chances e terminou assim como foi para o intervalo, 1 a 0 para o Criciúma.

As equipes não demoram para voltar a campo pela Série B. Nesta terça-feira (28), o Vila Nova terá um duelo direto da zona de rebaixamento no OBA, a partir das 21h30, quando recebe a Ponte Preta. No dia seguinte, será a vez do Criciúma medir forças diante do Náutico, às 19h, no Aflitos.

Veja Também

Campeonato Brasileiro Série B - 14ª rodada

Criciúma 1
Gustavo; Claudinho (Cristovam), Rodrigo, Kadu e Marcelo Hermes; Rômulo (Léo Costa), Arilson, Fellipe Mateus e Marquinhos Gabriel (Lucas Xavier); Thiago Alagoano (Renan Bressan) e Caio Dantas (Hygor). Técnico: Cláudio Tencati.

Vila Nova 0
Tony; Alex Silva, Alisson Cassiano, Rafael Donato e Willian Formiga; Ralf (Rafinha), Arthur Rezende e Pablo (João Lucas); Diego Tavares (Matheuzinho), Pablo Dyego e Rubens (Daniel Amorim).Técnico: Dado Cavalcanti.

Gol: Marquinhos Gabriel, aos 28 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Marquinhos Gabriel (Criciúma); Alex Silva, Arthur Rezende, Pablo (Vila Nova
Cartão vermelho: Dado Cavalcanti (Vila Nova)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Renda: R$ 172.620,00
Público: 9.205 torcedores
Local: Estádio Heriberto Hülse, em Santa Catarina (SC)


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895