Cristiano Ronaldo nega ter violado protocolo sanitário italiano

Cristiano Ronaldo nega ter violado protocolo sanitário italiano

Ministro do Esporte havia acusado o jogador de suposta violação das regras ao retornar de Portugal para Turim já infectado

AFP

Ministro do Esporte havia acusado o jogador de suposta violação das regras ao retornar de Portugal para Turim já infectado

publicidade

Cristiano Ronaldo, atualmente em quarentena na Itália após testar positivo para Covid-19 em Portugal, negou nesta sexta-feira que tenha "violado o menor protocolo" de saúde, respondendo às acusações feitas quinta-feira pelo ministro dos Esportes italiano. "Estou em quarentena obrigatória (...), respeitando as leis, regras, protocolos e não quebrei o menor protocolo", afirmou o jogador da Juventus em vídeo publicado no Instagram.

O atacante português afirma ter "feito tudo certo" ao organizar o seu regresso à Itália num "avião médico", uma ambulância e evitando qualquer contato, "tudo com as autorizações pertinentes". "Um homem cujo nome não vou dizer, aqui na Itália (...) diz que não respeitei o protocolo. É simplesmente uma mentira. Respeitei e irei respeitar todos os protocolos", insistiu o jogador.

O ministro do Esporte, Vincenzo Spadafora, afirmou na quinta-feira que o craque da Juve poderia ter violado o protocolo anticovid ao retornar de Portugal para Turim após o testar positivo para o novo coronavírus. "Sim, acredito nisso, não houve autorização específica das autoridades de saúde", respondeu Spadafora à Rai Uno quando questionado se o jogador português da "Velha Senhora" violou os protocolos italianos de combate à pandemia.

Este incidente se soma à polêmica ocorrida uma semana antes, quando o craque deixou a cidade de Turim para integrar a seleção portuguesa, segundo as autoridades sanitárias, já violando o protocolo porque dois integrantes da equipe da Juventus testaram positivo para coronavírus. Cristiano Ronaldo explicou que "não tem sintomas". "Ainda estou em quarentena, estou sozinho, minha família está em outro andar, não podemos ter contato e será assim pelo menos nos próximos 10 dias", acrescentou em sua mensagem no Instagram. 

Por conta da doença, o atacante vai desfalcar a equipe de Turim neste sábado pela 4ª rodada do Campeonato Italiano, contra o Crotone, e na estreia na Liga dos Campeões, terça-feira (20 de outubro), diante do Dínamo de Kiev. Dependendo de sua recuperação, poderá então retornar para a partida pelo Italiano contra o Hellas Verona em 25 de outubro, mas acima de tudo, poderá estar disponível para receber o Barcelona de Lionel Messi em 28 de outubro pelo torneio continental.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895