Dirigente do clube boliviano Blooming é morto a tiros
capa

Dirigente do clube boliviano Blooming é morto a tiros

Nelson Mauriel levou quatro tiros de um assassino de aluguel colombiano, segundo informações

Por
AFP e Correio do Povo

Blooming é um dos clubes de futebol mais populares do país

publicidade

O vice-presidente do clube de futebol boliviano Blooming, Nelson Mauriel, foi morto a tiros após ataque em uma estrada da cidade de Santa Cruz (leste do país) em circunstâncias que ainda estão sendo investigadas, informaram nesta sexta-feira autoridades locais. Mauriel e outro dirigente do clube foram "alvos de disparos com arma de fogo de uma motocicleta", declarou o ministro do Interior da Bolívia, Carlos Romero, em coletiva de imprensa nesta sexta-feire em Santa Cruz.

Segundo informações preliminares, um assassino de aluguel colombiano disparou quatro tiros contra Mauriel, um empresário local, e outro dirigente do Blooming, que se encontra fora de perigo. "Há uma pessoa que seria o autor dos feitos. Estamos esperando o relatório pericial para estabelecer e confirmar algumas hipóteses, mas certamente se trata de um 'modus operandi' de um assassinato encomendado", completou Romero.

Segundo as autoridades, o assassino de aluguel foi capturado após sofrer um acidente de moto quando fugia da polícia. "Trata-se de um sujeito de nacionalidade colombiana e estamos esperando o trabalho técnico para conhecer mais detalhes", concluiu Romero, que também é dirigente de um clube de futebol, o Sport Boys.

O Blooming é um dos clubes de futebol mais populares do país. Na página oficial do clube, foi feita uma homenagem ao vice-presidente, "só resta agradecer e lembrar com muito carinho e respeito", assinou Alfredo Jordão, presidente do Blooming.

Leia a mensagem:

"A Diretoria e a Família Blooming sentem a dor imensa que significa a sua ingrata e supresa partida. Não existem palavras para descrever a dor e a lamentação que representa ter que se despedir. Que Deus dê forças a toda família de luto para que encontrem paz e resignação em seus corações, por conta de uma perda tão irreparável. Que Deus o tenha em sua glória."