Divulgado esquema especial de trânsito para o Gre-Nal na Arena
capa

Divulgado esquema especial de trânsito para o Gre-Nal na Arena

Grêmio e Inter decidem, a partir das 21h30min, o título do Campeonato Gaúcho 2019

Por
Correio do Povo

Arena deverá receber hoje um público de pelo menos 45 mil pessoas

publicidade

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) preparou um esquema de trânsito e transporte para o Gre-Nal desta quarta-feira que decide o título do Campeonato Gaúcho. A abertura dos portões da Arena ocorrerá às 18h30min e, conforme o órgão, 13 ônibus da linha "Especial Futebol" circularão para atender os  os torcedores do Grêmio, saindo do Largo Glênio Peres, Centro Histórico, em direção ao estádio, a partir de três horas antes da partida, ou seja, 15h30min.

De acordo com a EPTC, o serviço de táxi será reforçado, com ponto de embarque e desembarque embaixo do viaduto da BR 448. Na saída do jogo, serão disponibilizados nove ônibus articulados da Carris.

Os torcedores do Inter serão atendidos por ônibus com saída do estádio Beira-Rio. A torcida mista ficará concentrada às 18h no DC Navegantes, com saída monitorada pela EPTC e Brigada Militar. Serão disponibilizados, também, 23 lotações, posicionados na avenida Padre Leopoldo Brentano na saída do jogo.  

Bloqueios no trânsito 

Quem optar por ir de carro ao estádio precisa ficar atento às possíveis mudanças: a chegada à Arena pela alça de acesso à BR 448 (Rodovia do Parque) sofrerá bloqueio a partir das 18h. Este horário pode até ser antecipado para uma maior segurança dos torcedores, com monitoramento dos agentes da EPTC e Brigada Militar (BM).

A avenida AJ Renner terá sentido único em direção à Arena entre a rua Dona Teodora e a rua Padre Blásio Vogel, a partir de 19h. A avenida Voluntários da Pátria terá faixa de contrafluxo a partir da rua Graciano Camozzato após a passagem das delegações. A Voluntários da Pátria terá sentido único em direção ao Centro entre a rua Adelino Machado de Souza e a rua São Jorge.

Os veículos em circulação pela A.J. Renner devem acessar a avenida Gilberto Lehnen para o estacionamento no E2, ou pela rua Airton Ferreira da Silva para acessar os demais estacionamentos. Após o jogo, quem estacionar no E1, com saída pelos portões 3, 4 e 5, e no E2, será direcionado obrigatoriamente para a BR 448, sentido Porto Alegre / Canoas, com possibilidade de retorno na Prainha de Paquetá, deslocamento de cerca de 4,5 quilômetros. Quem estacionar no E1, com saída pelos portões 1 e 2, será direcionado para a av. Voluntários da Pátria.  

Trensurb no Gre-Nal 

A Trensurb também montou um esquema especial de funcionamento das composições para o clássico da noite de hoje. De acordo com a assessoria, todas as estações fecharão no horário normal, exceto a Anchieta, que fica próxima da Arena, palco do Gre-Nal decisivo. O local permanecerá aberto por uma hora após o fim da partida e de uma possível disputa por pênaltis. Os trens prestarão serviço conforme a demanda, em ambos os sentidos, até o fechamento da estação Anchieta. As demais paradas funcionam apenas para o desembarque neste período de operação especial. 

A empresa recomenda que os usuários adquiram a passagem antecipada de ida e volta para agilizar o retorno. Vale lembrar que os bloqueios (ou catracas) do metrô aceitam os cartões de bilhetagem eletrônica SIM, TRI e TEU. 

A Trensurb relatou que a operação terá a parceria do Comando de Policiamento Metropolitano, que ajudará no deslocamento de torcidas organizadas. Os líderes já receberam orientações, incluindo horários diferentes para o deslocamento de cada torcida, com acompanhamento da segurança metroviária, e a determinação de carros específicos do trem para os grupos. Os integrantes das organizadas também serão revistados por agentes da Brigada Militar antes do embarque nas composições. 

O esquema especial, que conta também com reforço no efetivo da segurança metroviária, já foi adotado para o Gre-Nal do último domingo. Na ocasião, armas brancas e entorpecentes foram apreendidos pela Brigada Militar durante as revistas de torcedores, porém nenhum incidente ou tumulto foi registrado e não houve ocorrência de qualquer dano ao patrimônio da Trensurb.