Em resposta em rede social, Melo nega que “irá trazer a Copa América”
patrocinado por

Em resposta em rede social, Melo nega que “irá trazer a Copa América”

Prefeito afirmou que estava disposto apenas a dialogar sobre a pauta

Correio do Povo

Melo afirmou que estava aberto ao diálogo, não que defendia a realização Copa América na Capital

publicidade

Depois de um dia com muita polêmica em torno do assunto, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, descartou a possibilidade de a Capital sediar partidas da Copa América. 

Em resposta a um seguidor que o cobrava a respeito da possibilidade, no Instagram, o prefeito respondeu: “Não vamos trazer a Copa América. Só estávamos dispostos a dialogar, com a condição de que fosse sem público e com critérios muito rigorosos”. 

Mais cedo, o governador Eduardo Leite considerou que a realização do torneio neste momento em Porto Alegre seria “inoportuna”, em razão do quadro de nova piora da pandemia de Covid-19 no Estado. Presidente do Grêmio – que cedeu a Arena para a última edição da Copa América, em 2019 – também criticou a possibilidade e rechaçou liberar o estádio. 

Veja Também

Até as 18h desta segunda-feira, o Inter ainda não havia se posicionado. Nesta terça, o presidente colorado, Alessandro Barcellos, e o prefeito Sebastião Melo se reunirão. O encontro já estava marcado antes de o assunto vir à tona. 

Cerca de 12 horas após confirmar que a Argentina não iria mais receber a competição por conta da situação epidemiológica, a Conmebol informou que o Brasil será sede do evento, previsto para o mês que vem. A situação dividiu estados do Brasil, com alguns se recusando a receber as partidas e outros acenando com a possibilidade. 

O anúncio ocorreu em meio ao recrudescimento da pandemia no Rio Grande do Sul e em Porto Alegre, onde a ocupação das UTIs voltou a crescer nas últimas semanas e beira os 90%. Na tarde desta segunda, de 795 pacientes internados, 389 estavam com Covid-19.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895