Ex-centroavante do Grêmio, Jardel recupera chuteiras de ouro roubadas em sua casa
patrocinado por

Ex-centroavante do Grêmio, Jardel recupera chuteiras de ouro roubadas em sua casa

Peças foram encontradas pela polícia em uma casa no bairro Luciano Cavalcante, em Fortaleza

AE

Chuteiras foram encontradas nesta sexta-feira

publicidade

O ex-centroavante Jardel, artilheiro do Grêmio nos anos 90, e com uma passagem de muitos gols no futebol português, recorreu às redes sociais para falar que recuperou as chuteiras de ouro, prata e bronze que foram roubadas de sua residência, em Fortaleza. As peças foram encontradas em uma casa no bairro Luciano Cavalcante, na capital cearense.

A polícia civil do Estado do Ceará informou que um suspeito foi preso em flagrante e que um dos troféus (de ouro) já estava em fase inicial de desmanche.

Em entrevista ao Diário do Nordeste, o jogador manifestou seu alívio ao recuperar os prêmios adquiridos ao longo da carreira. "Estou muito grato à polícia e aliviado por poder recuperar as chuteiras. Elas são de um valor sentimental muito grande", afirmou o ex-artilheiro.

Conhecido em Portugal como Super Mário, Jardel saiu do Ferroviário para o Vasco e, no clube do Rio, despontou para o cenário nacional. Em 95 se transferiu para o Grêmio e foi um dos destaques do time gaúcho na conquista da Libertadores formando o ataque com Paulo Nunes.

Em Portugal, ele manteve a fama de artilheiro e duas de suas chuteiras de ouro foram a serviço de clubes portugueses. A primeira peça dourada veio na temporada 1998/1999, quando marcou 36 gols pelo Porto. Ele repetiu a dose em 2001/2002, mas desta vez com a camisa do Sporting, ao marcar 42 duas vezes.

Após viver uma fase áurea, onde chegou a ser convocado para a seleção brasileira, o jogador viveu o declínio da carreira após envolvimento com drogas. Em seu retorno ao Brasil, rodou por vários clubes de menor expressão e encerrou a carreira em 2011.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895