Ex-goleiro Gatti tem alta após contrair coronavírus
capa

Ex-goleiro Gatti tem alta após contrair coronavírus

Argentino de 75 anos estava internado em Madrid, mas já está em casa

Por
AFP

Gatti estava internado em Madrid

publicidade

O ex-goleiro argentino Hugo Gatti, que foi hospitalizado em Madri após testar positivo para o novo coronavírus, recebeu alta e já está em casa, informou o programa de televisão El Chiringuito, no qual é comentarista.

"AS MELHORES NOTÍCIAS #GATTI deixa o hospital e JÁ ESTÁ EM CASA. NÓS TE AMAMOS 'LOCO'!", publicou a conta oficial do El Chiringuito no Twitter.

"Bravooooooooo Loco", acrescentou o apresentador do programa, Josep Pedrerol, na mesma rede social.

Ex-goleiro do Atlanta, River Plate, Ginástica e Boca Juniors, além da seleção argentina, Gatti havia falado na semana passada no mesmo programa de televisão sobre o momento difícil que estava vivendo.

"Acho que é um pesadelo e, como todos os pesadelos, tem que acabar", explicou ele em uma conversa por telefone nas primeiras horas da última sexta-feira.

"Eu nunca corri perigo, mas é preciso essas coisas para perceber que você não é imbatível", acrescentou Gatti, de 75 anos.

"Não tive medo. Foi bom para ficar mais forte e aprender mais sobre a vida", disse o ex-goleiro argentino.

Durante sua hospitalização, Gatti recebeu inúmeras manifestações de carinho e apoio, entre os quais de Diego Armando Maradona.

"Éramos adversários, mas sempre nos gostamos muito", explicou El Loco.

A Espanha é um dos países mais afetados pela pandemia da COVID-19 e o segundo, atrás da Itália, com mais mortes, com 14.555 mortes registradas até quarta-feira.