Felipe Melo obtém efeito suspensivo e poderá defender Palmeiras contra o Flamengo
capa

Felipe Melo obtém efeito suspensivo e poderá defender Palmeiras contra o Flamengo

Jogador havia sido punido com quatro partidas de suspensão por ter agredido o atacante Lucca, do Bahia

Por
AE

Por coincidência, volante não pôde enfrentar Grêmio nesta terça-feira à noite

publicidade

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, conseguiu nesta terça-feira um efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, e está liberado para voltar a atuar pelo Campeonato Brasileiro. Na última semana, o jogador havia sido punido com quatro partidas de suspensão por ter agredido o atacante Lucca, do Bahia, mas agora, com esta última decisão, poderá atuar normalmente enquanto um novo julgamento não for realizado.

O efeito suspensivo deixa o atleta liberado para entrar em campo neste domingo, contra o Flamengo, às 16 horas, no Maracanã, pela 17.ª rodada do Brasileirão. Ele já cumpriu uma partida de suspensão automática ao não ter atuado diante do Grêmio, em Porto Alegre, no empate por 1 a 1 pela 15ª jornada da competição nacional.

Por coincidência, o volante não pôde enfrentar a equipe gaúcha nesta terça-feira à noite, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pois teve de cumprir suspensão pela Copa Libertadores por ter sido expulso na partida anterior do mata-mata.

Felipe Melo não cumpriu uma segunda partida de suspensão no último final de semana porque o Palmeiras conseguiu adiar para o dia 10 de setembro o confronto com o Fluminense, no Allianz Parque, válido pela 16ª rodada do Brasileirão.

A auditora do STJD, Arlete Mesquita, foi quem deferiu o efeito suspensivo. Felipe Melo havia sido punido por unanimidade dos votos no julgamento da última semana. A pena máxima prevista no artigo 254-A era de 12 jogos, mas os auditores optaram pela mínima, de quatro partidas de suspensão. Pela previsão inicial, o volante ficaria fora dos compromissos contra Flamengo, Goiás e Fluminense.

Felipe Melo está no clube desde 2017, tem 36 anos e nesta temporada defendeu a equipe em 35 jogos, com quatro gols marcados. Liberado para atuar, ele tentará ajudar o time a voltar ao topo do Brasileirão, no qual ocupa hoje a terceira posição, com 30 pontos, três atrás do líder Flamengo e do vice-líder Santos. Mesmo que vença o time rubro-negro no domingo, porém, os palmeirenses não assumirão a liderança nesta 17ª rodada, pois a equipe carioca está com dez vitórias, contra oito somadas pelo time alviverde.