Flamengo vence decisão tensa contra Atlético-MG no Maracanã e esquenta reta final
patrocinado por

Flamengo vence decisão tensa contra Atlético-MG no Maracanã e esquenta reta final

Com o resultado na noite deste sábado, a diferença entre os dois clubes cai para 10 pontos

AE

Com o resultado na noite deste sábado, a diferença entre os dois clubes cai para 10 pontos

publicidade

O confronto direto entre Flamengo e Atlético-MG no Maracanã terminou com vitória dos mandantes por 1 a 0 e a disputa pelo título brasileiro nesta reta final de torneio volta a ficar aberta. Com o resultado na noite deste sábado, a diferença entre os dois clubes cai para 10 pontos, sendo que o Flamengo possui dois jogos a menos que o rival.

O jogo foi válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Líder isolado, o Atlético-MG continua com os mesmos 59 pontos que iniciou a rodada, enquanto o Flamengo chega a 49 pontos.

Para aumentar ainda mais a rivalidade e o clima de decisão, a partida teve presença das duas torcidas, já que um setor do Maracanã foi destinado aos torcedores atleticanos. Com objetivo de evitar confronto, a entrada da torcida visitante foi direcionada para um portão específico.

A decisão, porém, foi alterada e parte da torcida atleticana, que havia comprado ingressos para setores destinados ao Flamengo, começou a ser barrada no portão destinado ao Atlético. Apenas depois de um princípio de confusão no lado de fora do estádio, a Polícia Militar voltou a liberar a entrada desses torcedores, momento em que o jogo já estava nos 35 minutos do primeiro tempo.

Antes do jogo, o Flamengo teve o desfalque de última hora do zagueiro Rodrigo Caio, que sentiu dores no joelho. Quando a bola rolou, o "clima de final" ficou destacado em campo. Os primeiros minutos foram muito pegados, com divididas e marcação forte. Os dois lados tentavam propor o jogo e o primeiro a conseguir assustar foi o clube mineiro, em cabeceio de Junior Alonso espalmado por Diego Alves.

O time da casa, por sua vez, foi certeiro ao criar uma chance de perigo claro. Aos 24 minutos, Isla foi lançado e levantou na área, Bruno Henrique fez um característico desvio de cabeça e a bola sobrou para Michael, em ótima condição para finalizar e fazer 1 a 0.

A resposta do Atlético demorou a vir e a primeira jogada bem construída ofensivamente foi com Hulk e Keno tabelando em sequência. O belo lance terminou com chute de Hulk para fora. O Flamengo recuou, não manteve o ritmo ofensivo após o gol e o jogo seguiu com muitas faltas. No último lance antes do intervalo, Guga tentou bater de primeira de longe e a bola passou assustando Diego Alves.

Em busca do empate, Cuca colocou Diego Costa em campo no intervalo, entrando no lugar de Guga, que estava amarelado. O Atlético-MG realmente ficou mais ofensivo, apesar da primeira boa chance ter sido do Flamengo, com Michael. Aos 11 minutos, Guilherme Arana recebeu cruzamento de Jair e cabeceou no travessão, ficando perto de empatar o jogo.

O sistema defensivo do Flamengo se mostrava bem encaixado na partida, conseguindo ofuscar o poderio ofensivo do Atlético, enquanto os atacantes do time rubro-negro tentavam manter o jogo no campo ofensivo sempre que possível. Nos minutos finais, Renato Gaúcho usou as últimas substituições para reforçar a marcação. A estratégia deu certo e o Flamengo segurou a vitória até o apito final. Nos acréscimos, Rodinei ainda acertou a trave adversária.

Um dos jogos atrasados que o Flamengo tem para cumprir no Brasileirão acontecerá já na próxima terça-feira e será justamente contra o Athletico Paranaense, que eliminou os cariocas da Copa do Brasil na última semana. O jogo é da quarta rodada e acontecerá na Arena da Baixada, às 16h. Além disso, outro jogo atrasado do time carioca, da 19ª rodada contra o Atlético-GO, acontece logo na sequência, na próxima sexta-feira.

Pela mesma 19ª rodada, o Atlético-MG enfrentará o Grêmio na próxima quarta-feira, às 21h. O jogo acontece no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Ficha Técnica

Flamengo X Atlético-MG

Flamengo - Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Ramon (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira e Everton Ribeiro (Rodinei); Michael (Thiago Maia), Bruno Henrique (Vitinho) e Gabriel Barbosa (Bruno Viana). Técnico: Renato Gaúcho.

Atlético-MG - Everson; Guga (Diego Costa), Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair, Allan (Nathan), Zaracho (Mariano) e Nacho Fernández (Savarino); Keno (Vargas) e Hulk. Técnico: Cuca.

Gol - Michael, aos 24 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Guga, Nathan Silva, Everton Ribeiro, Bruno Henrique, Diego Alves e Rodinei.

Árbitro - Anderson Daronco (RS)

Público - 24.696 presentes.

Renda - R$ 1.323.560,00.

Local - Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ).


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895