Fortaleza faz três no Coritiba e ainda perde dois pênaltis no Castelão
patrocinado por

Fortaleza faz três no Coritiba e ainda perde dois pênaltis no Castelão

Após expulsão do goleiro Wilson, meio-campista Sarrafiore foi para o gol e defendeu penalidade no final da partida

AE

Resultado foi importante na briga pelo rebaixamento

publicidade

Em um confronto direto na luta contra o rebaixamento, o Fortaleza conseguiu um importante resultado ao ganhar de virada do Coritiba, por 3 a 1, nesta quinta-feira, na Arena Castelão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o resultado poderia ter sido mais elástico se Wellington Paulista não tivesse desperdiçado duas cobranças de pênalti, sendo uma delas com o meia Sarrafiore no gol.

A vitória encerrou uma sequência de duas derrotas seguidas e fez o Fortaleza subir para 38 pontos, abrindo três da zona de rebaixamento. Já o Coritiba voltou a perder depois de cinco jogos e estacionou nos 28 pontos, em penúltimo lugar.

Logo aos cinco minutos, Osvaldo deu passe preciso entre os zagueiros para David sair na cara de Wilson. O atacante do Fortaleza não conseguiu tirar do goleiro. Depois foi a vez de Osvaldo desperdiçar uma boa oportunidade.

A primeira boa subida do Coritiba foi mortal, aos 26 minutos. Ricardo Oliveira recebeu passe nas costas da zaga e bateu na saída de Felipe Alves. O gol foi anulado pelo bandeirinha, mas depois validado pelo VAR.

Na sequência, David desperdiçou mais uma oportunidade clara. Se os atacantes não estavam fazendo a sua parte, o Fortaleza contou com um gol contra de Nathan Silva, aos 42 minutos, para deixar tudo igual.

O zagueiro foi tentar cortar cruzamento de David e mandou contra o próprio gol. No minuto seguinte, em uma desatenção geral do Coritiba, David recebeu na cara de Wilson e dessa vez não desperdiçou, colocando o Fortaleza na frente.

A expectativa era que o Coritiba voltasse em cima na busca pelo empate, mas o Fortaleza é quem controlava as ações. Aos 15 minutos, Wellington Paulista arriscou de fora da área e Wilson espalmou para escanteio.

O visitante respondeu com Matheus Galdezani desviando cruzamento de cabeça para fora. Depois disso, o jogo ficou truncado. Nervoso, o time paranaense errava muitos passes e nos minutos finais partiu com tudo para o ataque.

Mas quem marcou foi o Fortaleza, aos 39 minutos. Paulão desviou após cobrança de escanteio e Wellington Paulista, livre de marcação, completou de letra para o gol. E teve muita polêmica nos minutos finais.

No contra-ataque, Mariano Vazquez chutou forte na trave e o rebote sobrou para Igor Torres finalizar. A bola acertou o braço de Rhodolfo. O árbitro mandou o lance seguir, mas voltou atrás após ver o VAR e assinalou pênalti, além de mostrar o segundo amarelo para o zagueiro.

Wellington Paulista cobrou mal e Wilson defendeu, mas o VAR viu que o goleiro adiantou e a cobrança foi repetida. Como já tinha cartão amarelo, Wilson recebeu o segundo e foi expulso. O meia Sarrafiore acabou indo para o gol e defendeu a cobrança do centroavante tricolor. Ele caiu do lado direito e espalmou a bola.

O Fortaleza volta a campo na próxima quarta-feira, no confronto direto contra o Vasco, às 19h15, na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 35ª rodada. Como o jogo contra o Palmeiras foi adiado, o Coritiba só joga no dia 13, diante do Santos, às 19 horas, na Vila Belmiro, em Santos, pela 36ª rodada.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895