Fortaleza vence Ceará por 2 a 0 e fica perto das quartas da Copa do Brasil

Fortaleza vence Ceará por 2 a 0 e fica perto das quartas da Copa do Brasil

Leão do Pici levou a melhor no clássico e pode perder por até 1 a 0 que está nas quartas de final

AE

Pikachu marcou dois gols no jogo

publicidade

Com dois gols de Yago Pikachu, o Fortaleza colocou um pé nas quartas de final da Copa do Brasil, ao derrotar o arquirrival Ceará, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Arena Castelão. Além disso, quebrou um tabu de nove partidas sem vencer quando atuava como mandante.

O jogo de volta será em 13 de julho, às 20h, também na Arena Castelão. O Fortaleza pode perder por um gol de diferença que estará nas quartas de final e acumulará uma premiação de R$ 3,9 milhões. O Ceará, que não perdia há 12 jogos, terá que ganhar por três gols ou mais. O clássico já foi disputado 603 vezes, com 202 vitórias do Ceará, 183 do Fortaleza. Outros 218 jogos terminaram empatados.

O primeiro tempo foi truncado, com muitos erros de passes e várias faltas, resultando em quatro cartões amarelos, sendo três para o Fortaleza e um para o Ceará. O jogo faltoso fez a bola rolar pouco na Arena Castelão.

Apesar disso, o Ceará demonstrou mais vontade de vencer e arriscou muito com Vina. O meia tentou chamar a responsabilidade e buscou alguns arremates de fora da área, sem sucesso. Richard Coelho também tentou, mas parou na defesa de Marcelo Boeck.

O Fortaleza, através de Moisés, que entrou na partida por causa da contusão de Robson, colocou fogo na partida, mas o atacante errou um passe fácil para Silvio Romero e, quando chutou, parou em João Ricardo.

No segundo tempo, o Fortaleza entrou no embalo de sua torcida e abriu o placar aos sete minutos. Moisés avançou e tocou para Felipe, que chutou. A bola desviou em Luiz Otávio e parou nos pés de Yago Pikachu. Ele encheu o pé para abrir o marcador.

Com o placar a favor, o Fortaleza começou a ter o controle do jogo. Marquinhos Santos tentou mexer, mas a falta de mobilidade jogou contra o próprio Ceará. Melhor para o time tricolor, que teve um pênalti marcado depois que Yago Pikachu foi derrubado por João Paulo. O próprio Pikachu bateu e fez 2 a 0.

O Ceará ainda foi para o tudo ou nada nos minutos finais. Após cobrança de escanteio, Victor Luís colocou na cabeça de Luiz Otávio, mas Marcelo Boeck salvou com uma linda defesa.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895