Gallardo confirma que segue no River Plate: "Vale a pena continuar mais um ano"
patrocinado por

Gallardo confirma que segue no River Plate: "Vale a pena continuar mais um ano"

Argentino era candidato a substituto de Óscar Tabárez na seleção do Uruguai

Correio do Povo

Gallardo seguirá no River Plate nesta temporada

publicidade

Após dias de silêncio e nervosismo para os torcedores do River Plate, o técnico Marcelo Gallardo anunciou, nesta quarta-feira, que seguirá como treinador do clube argentino por "pelo menos mais um temporada". Cobiçado pela seleção do Uruguai e citado em clubes no Brasil, o treinador comunicou a decisão em entrevista coletiva no estádio Monumental de Nuñez. 

"Depois de alguns dias de reflexão, decidi continuar no River. Penso que vale a pena seguir um ano mais", declarou. "Decidi ontem de noite. Hoje de manhã comuniquei meu presidente e os jogadores", acrescentou. 

Multicampeão no clube e há sete anos e meio na casamata, Muñeco pediu desculpas aos torcedores pela "tensão" gerada em torno de sua permanência ou não nesta temporada e reiterou seu agradecimento. "Não tenho palavras para agradecer esse apoio. Não queria ter provocado esses sentimentos. Essas incertezas", pontuou.

Após a conquista do Campeonato Argentino, Gallardo chegou a falar em tom de despedida do Monumental. "Com o passar dos dias, coisas foram acontecendo para que eu optasse por continuar aqui hoje". 

Aguirre vira favorito no Uruguai

A decisão de Marcelo Gallardo de seguir no River Plate e não assumir a Seleção Uruguaia, deve impactar no Inter. O atual comandante colorado, Diego Aguirre, era o "ficha dois" da Associação Uruguaia de Futebol (AUF) para comandar a reação da Celeste nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. 

Desde a primeira sondagem, o Colorado e Aguirre evitaram comentar o assunto, mas a tendência é que o treinador aceite o convite para realizar "seu sonho". O baixo rendimento no final do Brasileirão também não motivaram a direção de Alessandro Barcellos a trabalhar por sua permanência em Porto Alegre. 

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895