Alisson vê cobranças sobre o Grêmio como naturais: “Sabemos que temos que melhorar muita coisa"

Alisson vê cobranças sobre o Grêmio como naturais: “Sabemos que temos que melhorar muita coisa"

Jogador reconheceu que derrota para o Caxias altera planejamento do clube

Correio do Povo

Jogador falou após treinamento nesta quarta

O atacante Alisson reconheceu nesta quarta-feira o desempenho abaixo do que o Grêmio pode render durante o início da temporada. “Sabemos que temos que melhorar muita coisa, não adianta nada falar e não fazer. E o que prova são os jogos e estaremos preparados sábado para conquistar nossos objetivos”, afirmou o camisa 23, que também disse não se incomodar com cobranças: “Time grande você sempre vai ser cobrado, ainda mais o Grêmio, que está toda hora levantando taça”.

O atleta voltou a frisar o descontentamento coletivo com a derrota para o Caxias na final do primeiro turno do Gauchão. “Ficamos bastante chateados, eu sou um cara que me cobro muito, ainda quando se perde jogos que poderiam nos dar uma tranquilidade a mais”, comentou, referindo-se ao planejamento para a temporada. A ideia do Tricolor era conquistar a Copa Edwaldo Poeta, que garantia vaga na final do estadual, e focar na Libertadores, competição na qual o time estreia no próximo dia 3.

Agora, ele defende que “não há tempo para se lamentar e ficar chorando”. “É preciso aprender com os erros”, avaliou. O foco do time, garantiu, é no Juventude. “Não vamos abrir mão do Gaúcho porque podemos fazer história conquistando três anos seguidos. Queremos entrar em todas as competições muito fortes”, pontuou.

Questionado se assistiria à partida entre Inter e Tolima nesta quarta – que define quem completa o Grupo E – o atacante assentou. “O Grêmio já fez sua parte, temos que olhar para ver nossos adversários, ver seus pontos fortes e fracos para trabalhar em cima disso. Vai ser um dos dois e a gente tem que estar preparados.”

Alisson ainda comentou a opção do técnico Renato Portaluppi por atuar com três volantes nas duas últimas partidas – o Gre-Nal vencido por 1 a 0 e a derrota, pelo mesmo placar, para o Caxias. “Lembro que jogamos em 2018 contra o Tucumán e contra o River assim, varia muito com as características das outras equipes”, disse. “O Renato é muito inteligente, consegue enxergar facilmente os adversários. Ele faz isso a cada jogo. Não é da noite pro dia que ele muda.”

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895