Alvo de críticas, Renato vive momento atípico no Grêmio
capa

Alvo de críticas, Renato vive momento atípico no Grêmio

Treinador tem sofrido com questionamentos por conta da instabilidade da equipe e das substituições nas partidas

Por
Rafael Peruzzo

Após derrota para o Caxias, Renato vem sendo alvo constante de críticas

publicidade

Foram raros os momentos em que Renato Portaluppi, desde que assumiu o comando técnico do Grêmio, em 2016, sofreu críticas contundentes. Mas o início de 2020 tem sido atípico. O treinador vem sendo bastante questionado por torcida e imprensa, principalmente em função das substituições que vem fazendo no decorrer das partidas e da instabilidade da equipe no Campeonato Gaúcho.

Renato não vem encontrando soluções satisfatórias para mudar os jogos. No sábado, na derrota para o Caxias, que custou o título do primeiro turno do Gauchão, a posse de bola improdutiva, sem agredir o adversário, foi o ponto fraco do Grêmio. O treinador tentou mudar o panorama com a entrada de Thiago Neves. “É um jogador decisivo, acostumado a decisões, o jogo estava empatado”, justificou Renato. Mas a não entrada de Pepê é que causou maior espanto em Caxias do Sul.

Renato preferiu colocar Luciano. “O treinador não vai acertar todas e nem errar todas. Quando eu faço as substituições, procuro o melhor para o time. Procurei aproveitar as características do Thiago e do Luciano, não coloquei o Pepê porque eu já tinha Alisson e Everton pelos lados”.

O meio-campo tem sido o setor com maiores problemas. A falta de um jogador que assuma o protagonismo na criação tem causado prejuízos. Para os próximos jogos, Renato aguarda por uma evolução física e técnica de Thiago Neves, que ainda não contribuiu. Thaciano surge como uma alternativa e Jean Pyerre deve ser opção nas próximas semanas.

O Grêmio terá o retorno do zagueiro Pedro Geromel no duelo de sábado com o Juventude, na Arena, na abertura do segundo turno do Gauchão. Renato Portaluppi deverá utilizar uma equipe alternativa, aproveitando para fazer testes e dar ritmo de jogo a alguns jogadores que podem iniciar a partida diante do América de Cali, na estreia da Libertadores. São os casos do lateral-esquerdo Caio Henrique e do meia Thiago Neves. O próprio Geromel ainda não entrou em campo nesta temporada e precisa adquirir ritmo.