André cita "gol bobo" pelo Brasileirão como sinal de alerta para jogo contra o Palmeiras
capa

André cita "gol bobo" pelo Brasileirão como sinal de alerta para jogo contra o Palmeiras

Atacante falou sobre as lições que ficam como aprendizado para a Libertadores após empate no sábado

Por
Correio do Povo

Atacante quer Grêmio "alerta" diante do Palmeiras

publicidade

O atacante André citou as "lições" que ficaram após o empate contra o Palmeiras, por 1 a 1, pelo Brasileirão, projetando o novo duelo contra o rival. Nesta terça-feira, o Grêmio reencontra a equipe paulista, agora pelas quartas de final da Libertadores. O jogo de ida acontece nesta terça-feira, às 21h30min, na Arena. 

De acordo com o atacante, a principal lição que fica, mesmo com as equipes consideradas reservas, é que o time precisa estar ligado durante os 90 minutos. "É um time que tem uma transição rápida, muito forte no contra-ataque. Tomamos um gol bobo, não pode acontecer. Precisamos estar focados e concentrados durante todo o jogo", alertou.

O atacante também comentou sobre a necessidade de não tomar gol no confronto de ida. Diferente da Copa do Brasil, a Libertadores possui o gol qualificado como critério de desempate. "Claro que vamos tentar fazer também, mas precisamos prestar atenção. Se ganhar de 1 a 0, é um bom resultado, porque se a gente faz um lá, complica. O mais importante é não tomar gol", frisou.

Após viver um momento turbulento, sem fazer gols, André fez as pazes com a torcida. Marcou contra o Libertad e, após anotar também contra o Athletico-PR, deixou o campo sob aplausos do público na Arena. "A confiança sempre existiu. Não adianta só o atacante jogar bem. Pela função, tem que estar marcando. Mas o momento que está acontecendo agora é legal", comemorou.

André falou sobre as lições que ficam a respeito da "catimba". À frente do placar na maior parte do confronto pelo Brasileirão, jogadores do Palmeiras fizeram "cera", o que incomodou o Grêmio. "O Renato já passou isso para gente. Eles sabem catimbar, fazer cera. É preciso estar ligado, focado. É um time malandro, acostumado a decidir", alertou.