Bolzan diz que Grêmio está constrangido com desempenho, mas não teme rebaixamento

Bolzan diz que Grêmio está constrangido com desempenho, mas não teme rebaixamento

Presidente ressaltou bom momento na Libertadores e que cobranças são "fortes", mas internas

Correio do Povo

Presidente Romildo Bolzan Junior admitiu que todos no Grêmio estão constrangidos com o desempenho no Brasileirão, mas segue confiante em reversão

publicidade

Romildo Bolzan Júnior participou na manhã desta terça-feira da primeira edição do programa “Papo com o Presidente”, da GrêmioTV, e admitiu que a direção, a comissão técnica e os jogadores estão constrangidos com o desempenho da equipe no Campeonato Brasileiro. O mandatário do Tricolor ressaltou na live realizada no YouTube que o time vivia situação semelhante na Libertadores e deu a volta por cima. O exemplo serve para mostrar que é possível retomar o bom futebol na principal competição nacional.

“O Brasileiro não fica abaixo na hierarquia. O Grêmio entra para disputar, mas, o que acontece é que, quando tem situação de decisão, às vezes, tu priorizas algum jogo. E, sinceramente, vai continuar sendo feito assim. Se tivermos que disputar uma oitava de final de Libertadores e tiver que segurar em uma partida no Brasileiro, vamos fazer isso. (...) Esse assunto que o Grêmio relega o Brasileiro a terceira prioridade no ano não é verdadeiro. O Grêmio está muito sentido, constrangido e querendo dar a volta por cima para encaixar vitórias e fazer uma bela campanha”, destacou o presidente.

A equipe comandada por Renato Portaluppi ocupa a 14ª colocação com dois pontos de diferença para o Corinthians. Os paulistas estão na 17ª posição e são primeiro clube no grupo dos rebaixados. Um dos questionamentos do programa foi sobre a possibilidade do Tricolor voltar para a Série B e Bolzan foi taxativo.

“Não tenho nenhum medo de ser rebaixado. Creio que o Grêmio tem um elenco suficiente para fazer bem a passagem de uma situação, e dificuldade, momentânea. Tenho confiança que vamos classificar para a Libertadores. O Campeonato (Brasileiro) ainda está aberto. Não vamos sofrer por antecipação. Não tem nenhum sinal no sentido de rebaixamento. O elenco é muito forte e a comissão técnica domina o grupo. Vamos passar rapidamente por isso”, declarou.

Veja Também

O programa, que tem a previsão de ser mensal, foi apresentado pelo jornalista Cristiano Oliveski, mas com perguntas feitas por torcedores do Grêmio via redes sociais. Muitos dos questionamentos foram no sentido das cobranças feitas a comissão técnica e aos jogadores. Bolzan destacou que é preciso discrição neste tipo de atitude para evitar problemas mais graves.

"As cobranças são muito fortes internamente. No momento que se faz cobranças externas, sempre cometemos injustiças e expomos jogadores, comissão técnicas e pessoas que não precisam ser expostas, pois todos têm a noção exata do que tem que ser feito. Aqui todo mundo tem consciência das responsabilidades que tem e são cobradas. Quando se tem a consciência, as soluções aparecem. O que não pode haver e não tem é omissão. É Inércia. É se acomodar com a situação. Estamos preocupados com a situação que vivemos no Brasileiro, mas vamos ultrapassar. Porém, são coisas que resolvemos internamente", concluiu.

• Confira o programa na íntegra pelo YouTube da Grêmio TV


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895