Chegada de Luciano encerra ciclo de contratações no Grêmio
capa

Chegada de Luciano encerra ciclo de contratações no Grêmio

Dirigente voltou a garantir que clube não recebeu propostas formais pelo atacante Everton

Por
Correio do Povo

Dirigentes asseguraram que plantel está completo com a chegada do atacante

publicidade

Com a apresentação do atacante Luciano, na tarde desta sexta-feira, o Grêmio encerra a busca por contratações nesta janela de meio de ano. Pelo menos este é o discurso entre os dirigentes, alinhado tanto quanto pela presidência quanto pelo departamento de futebol do clube.

Na coletiva de apresentação do atacante, o diretor de futebol do Grêmio, Deco Nascimento, afirmou que, "neste momento", a chegada de Luciano encerra a busca por contratações. "Claro que vamos seguir analisando o mercado, mas encerra sim. Até para não atrapalhar eventuais subidas da base", ponderou.

Em entrevista após a vitória por 3 a 0 sobre o Libertad-PAR, o presidente Romildo Bolzan seguiu a mesma linha, especialmente quanto às subidas da base. O presidente também deixou claro que o plantel está completo. "Se for para para contratar alguém que tenha a mesma perspectiva de desempenho de um jogador da base, é preferível apostar na base, o que é mais racional", disse.

No discurso do departamento de futebol do Grêmio, a chegada de Luciano repõe duas saídas recentes, especialmente pela capacidade do jogador em atuar tanto pelos lados do campo quanto na função de centroavante. Marinho e Montoya, atletas com essas características, saíram recentementemente. Além disso, o Grêmio tem a lesão do atacante Felipe Vizeu, com tempo indefinido de recuperação.

Grêmio segue sem propostas por Everton

Questionado a respeito de Everton, Deco Nascimento voltou a afirmar que não há propostas formais pelo jogador, e que o Grêmio segue aguardando algo oficial. Segundo ele, o clube esperava uma "enxurrada de propostas" após o bom desempenho do atacante na Copa América. Questionado sobre um "tom de lamentação" ao falar sobre isso, o dirigente negou. "Muito pelo contrário, tomara que não venha nada", brincou.