Com contrato renovado até 2022, Megiolaro vai "buscar espaço com os pés no chão" no Grêmio
capa

Com contrato renovado até 2022, Megiolaro vai "buscar espaço com os pés no chão" no Grêmio

Goleiro destacou necessidade de "ter paciência" na posição, e elogiou Paulo Victor e Júlio César

Por
Correio do Povo

Megiolaro deve ter mais chances em 2020

publicidade

O goleiro Phelipe Megiolaro, do Grêmio, declarou estar "muito feliz" pela renovação de contrato com o Tricolor. Na tarde desta sexta-feira, foi confirmado o acerto entre o jogador e o clube, com assinatura de vínculo até 2022.

Megiolaro comentou a sua trajetória no Grêmio, e falou sobre sua chegada, aos 13 anos de idade. Hoje, o goleiro de 20 anos é vice-campeão brasileiro de aspirantes e presença frequente nas convocações para a Seleção Olímpica de André Jardine, para a qual viaja e se apresenta na segunda-feira. "Aqui é onde tudo começou, quando eu saí de casa. Estou muito orgulhoso com essa renovação", comemorou.

Diante do momento de instabilidade vivido pelo goleiro titular da posição, Paulo Victor, Megiolaro declarou que trata-se de uma posição muito difícil, especialmente pelo aspecto emocional. Não poupou elogios ao camisa 1, nem ao reserva imediato, Júlio César. "São dois grandes goleiros, experientes. Estou aprendendo muito com os dois. É uma fase que logo passa, com a qualidade que ele (Paulo Victor) tem", comentou.

Sabendo das peculiaridades em relação à continuidade na posição, Megiolaro disse que "tem que ter muita paciência" para atuar como goleiro, e disse acreditar que as coisas acontecem conforme o trabalho. "Claro que a gente almeja títulos, ser ídolo do clube. Mas isso tem que ser em um passo de cada vez, com os pés no chão", frisou.

Elogiado inclusive por Taffarel, preparador de goleiros da Seleção Brasileira, Megiolaro vem sendo convocado para a equipe olímpica treinada por André Jardine. Diante da possibilidade de se ausentar do Grêmio durante o pré-olímpico e também ao longo dos jogos de Tóquio, o goleiro disse estar focado no Grêmio. "Para chegar até a seleção, tenho que fazer um bom trabalho aqui no Grêmio. Passo a passo, focado aqui", garantiu.

Treino leve antes do jogo contra a Chapecoense

Após a vitória difícil contra o CSA por 2 a 1 na Arena na noite de quinta-feira, o Grêmio já se reapresentou pensando no jogo contra a Chapecoense. O trabalho foi leve. Os atletas que estiveram em campo realizaram atividades na academia. Já os reservas trabalharam no gramado do CT Luiz Carvalho.

Rômulo e Michel foram poupados do trabalho. A dupla ficou de fora da atividade com bola, e apenas correram em volta do gramado e são dúvidas para o jogo. Dois desfalques estão confirmados: Maicon e Cortez, que receberam terceiro cartão amarelo, estão fora da partida em Santa Catarina. A dupla, que entrou pendurada contra o CSA, limpou os cartões e devem entrar em campo contra o Flamengo, no próximo domingo, na Arena.

Assim, a equipe de Renato Portaluppi deve ir a campo com Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Capixaba; Matheus Henrique, Rômulo (Darlan), Alisson, Everton e Luciano; Diego Tardelli. O Grêmio enfrenta a Chapecoense, na noite de domingo, às 19h, na Arena Condá, em jogo válido pela 32ª rodada do Brasileirão. O Tricolor ocupa a 4ª colocação, com 53 pontos.