Douglas Costa teria sinalizado ao Grêmio que a Juventus dará a liberação do seu vínculo

Douglas Costa teria sinalizado ao Grêmio que a Juventus dará a liberação do seu vínculo

Reunião entre representantes do Tricolor e do clube italiano está marcada para sexta-feira

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Douglas Costa demonstra confiança na liberação da Juventus para acertar com o Grêmio

publicidade

O meia-atacante Douglas Costa teria dado uma sinalização positiva ao departamento de futebol do Grêmio de que a Juventus dará a liberação para que ele fique livre no mercado e possa assinar com o Tricolor. Segundo o repórter Rafael Pfeiffer, da Rádio Guaíba, a definição ocorrerá em uma reunião de um representante da direção gremista com dirigentes do clube de Turim no escritório que fica em Milão.

A evolução do negócio ocorreu na quarta-feira, quando Douglas Costa convidou o vice de futebol do Grêmio, Marcos Herrmann, para uma reunião na residência que tem em Eldorado do Sul para acertar um acordo. “Ele vai tentar a liberação na Juventus e, se ela (a Juventus) liberar, tenho certeza que vamos chegar a um acordo. Graças ao esforço que fez em aumentar as concessões que ele fez para o clube (Grêmio) e ao esforço que o clube está fazendo também”, revelou Herrmann, após a reunião.

Segundo Pfeiffer, o empresário Jorge Machado participou da reunião e ajudou as partes a chegarem a um acordo. No período da tarde de quarta-feira, o presidente Romildo Bolzan concedeu entrevista e admitiu que é o “o momento mais próximo" de um acordo. Além disso, reafirmou que tudo deve ser decidido até o final de semana.

A última partida do meia-atacante, de 30 anos, pelo Bayern de Munique, clube que havia sido emprestado pela Juventus, foi no dia 11 de fevereiro. Durante 17 minutos, Douglas Costa disputou a final do Mundial de Clubes, contra o Tigres-MEX. Quatro dias depois, o clube alemão informou que o jogador teve diagnosticado uma fissura no pé direito. Com o problema físico, ficou de fora da reta final da temporada do Bayern.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895