"Envergonhado", Renato atribui goleada a "mais erros do Grêmio do que méritos do Flamengo"
capa

"Envergonhado", Renato atribui goleada a "mais erros do Grêmio do que méritos do Flamengo"

Treinador citou necessidade de virar a página e assegurou que vai "proteger o grupo", que ainda está muito triste com a eliminação na semifinal da Libertadores

Por
Correio do Povo

Renato citou apoio ao grupo de jogadores e necessidade de reação já contra o Botafogo, no Brasileirão, para buscar o G4

publicidade

Ainda um pouco abatido, o técnico Renato Portaluppi reconheceu estar "envergonhado" após a eliminação para o Flamengo. Na quarta-feira, diante de um Maracanã lotado, a equipe do Grêmio foi amplamente dominada pelos cariocas no segundo tempo e acabou goleada por 5 a 0 no jogo de volta da semifinal da Libertadores.

O treinador usou a palavra "envergonhado", e disse que o sentimento não só dele, mas de todo o grupo, é compatível com o da torcida, e todos estão muito tristes. "O Grêmio é muito grande. Fomos nocauteados, mas faz parte do futebol. O grupo é maravilhoso. Infelizmente aconteceu, enfrentamos uma grande equipe", reconheceu.

Apesar disso, Renato voltou a usar a tônica do discurso da coletiva após o jogo, no qual disse que o Flamengo fez cinco gols em cinco falhas do Grêmio. Citou o bom primeiro tempo e lamentou o gol sofrido antes do intervalo. "As coisas aconteceram muito rápido. Não esperávamos, não estamos acostumados a isso. Mas foram mais erros nossos do que méritos do Flamengo", citou.

O técnico falou sobre a importância de "levantar a cabeça" e seguir em busca do principal objetivo da temporada agora, a classificação direta à Libertadores de 2020, com vaga no G4. Atualmente, o Tricolor está fora inclusive do G6: ocupa a sétima posição, com 41 pontos.

Mais uma vez, o treinador defendeu as decisões tomadas antes da partida. Citou que, com a escalação de Michel, a equipe jogou de modo semelhante ao enfrentamento diante do River, na semifinal do ano passado, quando venceu por 1 a 0 fora de casa, com gol marcado justamente pelo volante. "(Contra o River) todo o time foi elogiado. Estávamos bem, mas infelizmente sofremos o gol. Futebol é assim, as cobranças vêm. Mas a gente procura fazer o melhor", destacou.

Renato também ressaltou a perda de jogadores importantes às vésperas da partida. Ficou sem seus dois meias, Jean Pyerre e Luan, ambos fora por lesão. No entanto, evitou comparações com o Departamento Médico do Flamengo, que recuperou dois dos principais jogadores. Rafinha, com uma lesão na face, e De Arrascaeta, vindo de artroscopia, foram titulares. "Depende do tipo de lesão. Algumas levam mais tempo. Infelizmente não tivemos nenhum dos dois em momentos importantes da competição", lamentou.

O Grêmio volta a campo contra o Botafogo, no domingo, às 16h, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro. A partida é válida pela 28ª rodada da competição.