Eu queria muito que o Edilson voltasse, diz Maicon

Eu queria muito que o Edilson voltasse, diz Maicon

Volante, no entanto, negou que tenha influência na vinda de atletas para o Grêmio

Por
Correio do Povo

Edilson esteve no Grêmio entre 2016 e 2017 e participou de conquistas importantes na Arena


publicidade

O Grêmio corre atrás de reforços e já anunciou dois: Victor Ferraz e Lucas Silva. Perguntado sobre a chance do retorno do lateral direito Edilson, que chegou a ser cogitada pelo Grêmio, Maicon revelou que gostaria de ver novamente o amigo na Arena. 

"Eu não tenho papel dizer alguma coisa ou indicar algum atleta. A verdade é que todos se conversam no futebol. Às vezes, um treinador quer um determinado atleta e vai questionar os jogadores do grupo que já o conhecem. Nós não mandamos em nada, mas quando somos perguntados, damos a nossa opinião. Eu queria muito que o Edilson voltasse porque é um cara que vai acrescentar muito. Agora, não seremos nós atletas que vamos tomar esta decisão. Alguns podem até dizer: 'mas ele deixou o Grêmio e tal'. Isso faz parte do futebol e as coisas mudam de uma hora para outra. Eu já fui perguntado do Cortez e disse que era um bom jogador, que tinha atuado comigo no São Paulo e ele veio e rendeu no Grêmio", comentou. 

Ainda que já tenha confirmado a vinda de Victor Ferraz para a ala direita, o Grêmio chegou a pensar na contratação de Edilson. O negócio, porém, não andou. As partes não chegaram a um acordo e a vinda do jogador do Cruzeiro é muito remota. Um dos motivos seria a existência de uma dívida da Raposa com o Edilson. 


Além disso, a própria direção gremista mostrou-se pouco receptiva diante da possibilidade de um acerto. O desempenho de Edilson na temporada 2019 não foi o mesmo de outros anos e jogador acabou participando da campanha que terminou com o rebaixamento do Cruzeiro. Antes de acertar com Ferraz, o Grêmio optou por dispensar Léo Moura e Rafael Galhardo.