Everton cita propostas, e Renato frisa que atacante segue no grupo
capa

Everton cita propostas, e Renato frisa que atacante segue no grupo

Técnico explicou que só vai trabalhar com saída de Cebolinha quando negócio efetivo for oferecido ao Grêmio

Por
Correio do Povo

Everton admitiu propostas, mas declarou que nada foi passado ao Grêmio

publicidade

O Grêmio não trabalha ainda com despedidas do atacante Everton. Após o empate com o Bahia em 1 a 1, nesta quarta-feira, o técnico Renato Portaluppi garantiu que não há proposta concreta e que continuará usando o atleta. O próprio Cebolinha admitiu que foram feitos contatos, mas que a decisão será do clube.

"Chegaram propostas para mim, mas nada concreto foi passado ao Grêmio", comentou o atleta. "Creio que esse é o planejamento. Se for passado para o clube, e for vantajoso, vamos conversar", definiu. Ele também frisou que não criará obstáculos para atuar em um ou outro lugar do mundo. "Não tenho preferência por Liga", comentou.

Renato foi mais enfático. "Quem falou que o Everton vai sair? As coisas vão acontecer normalmente. Mas não adianta chegar proposta de 15 milhões, tem que ser ótima para o clube e boa para todas as partes", ponderou. "Muita gente quer aparecer nessas horas. Ele vai treinar, continua no grupo. Hoje ele é o melhor jogador do Brasil", acrescentou. "Eu não entendo que a gente vende por '2x' agora e imediatamente lá fora passa a valer 10x. Então por que não cobrar esses 10x aqui?"

O diretor de futebol, Alberto Guerra, decretou: "Posso dizer que o Everton joga no sábado". O dirigente salientou que o clube não recebeu qualquer negócio oficial pelo jogador. "Existem ligações, perguntando quando a gente quer, mas principalmente muita gente querendo aparecer", contou. "O presidente Romildo Bolzan é quem está lidando com isso diretamente", acrescentou.