Felipão elogia entrega do Grêmio contra o Bahia e não descarta usar Borja e Diego Souza juntos

Felipão elogia entrega do Grêmio contra o Bahia e não descarta usar Borja e Diego Souza juntos

Centroavantes marcaram os dois gols do triunfo por 2 a 0 na Arena

Correio do Povo

Grêmio venceu por 2 a 0 na Arena e ganhou fôlego na luta contra o rebaixamento

publicidade

Após chegar a segunda vitória consecutiva no Brasileirão e ganhar fôlego para sair do Z-4, o técnico do Grêmio, Felipão renalteceu a entrega do time gremista no triunfo por 2 a 0 contra o Bahia na Arena. Na avaliação do comandante, os autores dos gols neste sábado - Borja e Diego Souza - podem acabar atuando juntos em algum momento nessa luta para deixar a zona do rebaixamento. O ataque vem sendo a principal deficiência gremista na competição. 

"Foi uma atuação de razoável para boa, a gente não pode também imaginar que a situação é maravilhosa, não é assim. Atingimos o nosso objetivo e fico feliz que conseguimos. Elogio bastante os atletas pela dedicação", explicou. "Lembrar que o Diego Souza começou a carreira como meio de campo e tem facilidade nessa função. Em alguns duelos, podemos trabalhar Borja e Diego juntos, para isso precisamos de alguns treinamentos", acrescentou.

O treinador também reconheceu a importância do lateral Rafinha dentro do campo. O jogador utilizou a faixa de capitão nesta noite. "O Rafinha já mostrou que pode jogar pelo lado esquerdo, abrem-se algumas possibilidades pra gente também começar a treinar, como já fizemos, com três zagueiros. Nós estamos melhorando dia a dia, a gente vai indo devagar".

Outro elogiado por Luiz Felipe Scolari foi o volante Lucas Silva. De boa atuação, o atleta conseguiu impor ritmo no meio de campo gremista. "O Lucas é um jogador que tem se portado muito bem nos treinamentos, tem solicitado detalhes de como poderia melhorar". 

Sobre o duelo com o Flamengo na Copa do Brasil nesta quarta-feira e o reencontro do Grêmio com Renato Portaluppi, Felipão evitou adiantar uma provável escalação, mas antecipou: "Sempre receberemos o Renato de portas-abertas, pois aqui é a sua casa também". 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895