capa

Grêmio é absolvido de acusação de injúria racial no Pleno do STJD

Recurso de pena aplicada no mês de maio foi julgado nesta segunda-feira, e teve parecer favorável ao Tricolor por 5 votos a 2

Por
Correio do Povo

Caso ocorreu na derrota para o Fluminense, na Arena, em maio

publicidade

O Grêmio foi absolvido em julgamento de recurso pela acusação de injúria racial de um torcedor contra o atleta Yony González, do Fluminense, em maio. O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, decidiu em favor do Grêmio na tarde desta segunda-feira. 

Na ocasião da condenação, ocorrida em 18 de maio, o Tricolor havia sido condenado pela Comissão Disciplinar ao pagamento de multa no valor de R$ 30 mil. A punição havia ocorrido com base no artigo 243-G, parágrafo 2° do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O Grêmio recorreu da decisão e conquistou a absolvição nesta segunda-feira, pelo placar de 5 votos a 2. 

O auditor do recurso, Dr. Mauro Marcelo de Lima e Silva, fez referência, em seu voto, à pluralidade que constitui a história do Grêmio. Citou, ainda, Lupicínio Rodrigues e a Coligay, torcida LGBT reconhecida como uma das precursoras no país. Por fim, falou sobre as recentes campanhas de conscientização promovidas pelo clube nos últimos anos, e a iniciativa das torcidas organizadas em exlucir de suas músicas termos preconceituosos.

Caso ocorreu em maio: relembre 

O Grêmio havia sido denunciado por conduta de injúria racial cometida contra o atleta Yony González, do Fluminense, em jogo válido pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 5 de maio. Na ocasião, um vídeo sugeria que um torcedor do clube havia chamado o jogador de "macaco", em jogo realizado na Arena.

O Tricolor foi denunciado no artigo 243-G por "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão étnica, raça, sexo, cor idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência". Após o julgamento no STJD, havia sido condenado a pagar multa de R$ 30 mil, cuja decisão foi revertida nesta segunda-feira.