Grêmio anuncia contratação de Douglas Costa

Grêmio anuncia contratação de Douglas Costa

Após grande expectativa nos últimos dias, jogador volta ao clube depois de 11 anos

Correio do Povo

Douglas Costa volta ao Grêmio depois de 11 anos

publicidade

O Grêmio anunciou nesta sexta-feira que Douglas Costa é jogador do clube. O meia-atacante, uma das maiores contratações da história recente tricolor, será o grande reforço da temporada ao confirmar seu retorno depois de 11 anos.

O Tricolor já havia obtido a liberação com a Juventus, quando finalizou os últimos ajustes para a contratação. A partir deste momento, o anúncio ficou próximo, até o clube finalmente confirmar o sucesso na negociação.

Douglas Costa assina contrato com o Grêmio até 30 de junho de 2022, por empréstimo, com possibilidade de extensão até 31 de dezembro de 2023, em caráter definitivo, caso a Juventus não exerça até o final de 2021 a opção de prorrogar o contrato do jogador. 

Nas redes sociais, o Grêmio fez o anúncio com um vídeo, em que citava o retorno do jogador. E brincou com o apelido de "raio", anunciando tempestades em Porto Alegre, no que chamou de Douglas Costa Day.

Agora, o Grêmio aguarda que seu nome saia no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF para poder atuar com a camisa do Grêmio. A tendência é que o jogador vista a 10 neste retorno e acompanhe o clássico Gre-Nal da decisão do Gauchão, neste domingo, na Arena. 

Reuniões e trâmites burocráticos: como foi a negociação

Ainda que o anúncio tenha sido concretizado agora, o trâmite se arrasta há algum tempo. No dia 7 de maio, a direção confirmou que buscava a contratação de dois nomes vindos do exterior até o dia 23, data de fechamento da janela.

Dias depois, na quarta-feira, representantes do Grêmio se reuniram com o jogador e o empresário, em Porto Alegre. Em entrevista à Rádio Guaíba, no mesmo dia, o vice de futebol Marcos Herrmann confirmou o acerto entre o clube e o jogador. Na ocasião, confirmou que um novo encontro, na sexta-feira, 14, desta vez na Itália, poderia encaminhar de vez o acerto entre as partes.

Últimas pendências com a Juventus foram resolvidas nesta semana. Foto: Instagram / Reprodução / CP

Otimista, o presidente do Grêmio afirmou que esperava um anúncio até o fim de semana. A confiança aumentou após o encontro em Milão, que sinalizou a rescisão entre as partes, liberando Douglas para fechar com o Grêmio. Assim, a direção passou a trabalhar com anúncio para segunda ou terça-feira.

Os trâmites burocráticos, então, começaram a aparecer. Um impasse entre a Juventus e o empresário do jogador sinalizavam para atraso. Assim, o Tricolor aumentou o prazo, e passou a depender da entrega da documentação pelo clube italiano.

Um dos detalhes que atrapalhou o acerto foi uma dívida que o agente do jogador defendia como devida pela Juventus. Para contornar a dificuldade, foi levantada a possibilidade de um empréstimo até o final do contrato com os italianos.

A situação, no entanto, desagradava o Grêmio. O clube de Turim pretendia colocar uma cláusula obrigando o Grêmio a liberar Douglas Costa caso receba uma oferta oficial pelo atleta. O Tricolor poderia perder o meia-atacante até dezembro, livre para assinar um pré-contrato com qualquer agremiação.

Na quarta-feira, 19, o Grêmio seguia confiante pela liberação, mesmo com os trâmites se arrastando. O prazo se encerrava no domingo, data do fechamento da janela internacional. O Tricolor conseguiu, inclusive, um documento da Fifa permitindo a inscrição de Douglas Costa, diante da janela italiana fechada para saída.

O início no Grêmio e a carreira na Europa

A “novela Douglas Costa e Grêmio” iniciou em março, mas já vinha sendo prometida há muito tempo, desde que o jogador admitiu o sonho de voltar ao clube que o projetou para o mundo do futebol. O meia-atacante nasceu no dia 14 de setembro de 1990 em Sapucaia do Sul. Nove anos depois, começou a jogar futebol nas categorias de base do Sapucaiense.

Em 2001, o Grêmio o contratou para atuar nas equipes de menores do clube. Sete anos depois, em 4 de outubro de 2008 estreou com a camisa tricolor no profissional. E já no primeiro jogo, marcou um dos gols da vitória sobre o Botafogo, por 2 a 1. Com excelentes atuações, ele chamou a atenção do Manchester United, mas a negociação não foi concluída.

Jogador deixou o Grêmio em 2010. Foto: Cristiano Estrela / Divulgação / CP Memória

Porém, em 2010, o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, adquiriu 85% dos direitos do jogador. Ele ficou no clube ucraniano até 2015, quando foi negociado com o Bayern de Munique, da Alemanha. Antes, ele havia sido convocado por Mano Menezes para um período de testes na Europa com a Seleção Brasileira. Quatro anos depois, estreou pela Seleção em um amistoso contra a Turquia.

Douglas Costa foi campeão do mundo pelo Bayern de Munique. Foto: Thomas Kienzle / AFP / CP Memória

Em 2017, foi emprestado a Juventus e, um ano depois, o clube italiano exerceu a opção de compra, pagando cerca de 40 milhões de euros por Douglas. Em maio de 2018 foi convocado para a disputa da Copa do Mundo. Dois anos depois foi emprestado para o Bayern de Munique.

Na temporada 2020/2021, Douglas Costa disputou 22 jogos e marcou um gol. No total de 1980 minutos, sem contar os acréscimos, o meia-atacante disputou 707.

RDouglas Costa integrou delegação da Copa de 2018. Juan Mabromata / AFP / CP

Nas primeiras temporadas, quando atuou na Ucrânia, teve sequência e atuou sempre mais de 30 vezes na temporada, entre 2009/2010 até 2014/15. No entanto, perdeu espaço nas outras equipes. Em 2018/2019, na Juventus, atuou em 25 partidas, marcando apenas um gol, conforme o site O Gol.

Lesões

A última partida com a camisa do Bayern de Munique foi no dia 11 de fevereiro de 2021, na final do Mundial de Clubes, contra o Tigres-MEX. Ele atuou por 17 minutos. Douglas teve uma fissura no metatarso direito e, desde então, busca a recuperação física. Desde de 2008, quando teve um problema ligamentar, o jogador lesionou 20 vezes, 15 delas musculares, segundo levantamento do site Transfermarkt.

Três dessas lesões aconteceram na temporada 2019/2020. Na principal delas, entre 15 de setembro e 28 de outubro de 2019, ficou parado por 43 dias, deixando de ser relacionado em nove jogos da Juventus, ainda conforme o portal Transfermarkt.

Conquistas na carreira

Na carreira, conquistou cinco campeonatos ucranianos, três Copas e três Supercopas da Ucrânia, três campeonatos da Alemanha, uma copa da Alemanha e um Mundial de Clubes da Fifa, em 2020. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895