Grêmio atropela o Libertad e vai às quartas da Libertadores
capa

Grêmio atropela o Libertad e vai às quartas da Libertadores

Tricolor fez 3 a 0, conquistou 100ª vitória na história da competição e garantiu confronto com o Palmeiras na próxima fase

Por
Correio do Povo

André desencantou no Paraguai e marcou dois gols na vitória do Grêmio sobre o Libertad

publicidade

O Grêmio fez uma exibição de gala no Paraguai. Com autoridade, aplicou 3 a 0 no Libertad ainda no primeiro tempo, dominando completamente o adversário na noite desta quinta-feira, no Defensores del Chaco. A 100ª vitória Tricolor na competição valeu a passagem para as quartas de final, para enfrentar o Palmeiras. 

De pênalti, Jean Pyerre abriu o placar para o Grêmio. Depois, André desencantou. Marcou duas vezes, ainda na primeira etapa, voltando a balançar as redes quase três meses depois.

Agora, o Grêmio enfrenta o Palmeiras nas quartas de final da Copa Libertadores da América. O primeiro jogo será na Arena do Grêmio, e o confronto de volta ocorre em São Paulo. Pelo Campeonato Brasileiro, o próximo compromisso do Tricolor é na segunda-feira, às 20h, contra a Chapecoense, na Arena Condá.

André desencanta e marca dois no primeiro tempo

Novamente, o técnico Renato Portaluppi optou por começar a partida com André. Já o Libertad iniciou o duelo bastante modificado. Sem Riveros, o técnico José Chamot também mandou a campo Óscar Cardozo como titular no comando de ataque. 

Muito cedo, o Grêmio ampliou a sua vantagem. Logo a 4 minutos, após cobrança de escanteio, Everton finalizou em cima de Piris. O defensor, com o braço aberto, fez pênalti, confirmado pelo árbitro sem o uso do VAR. Jean Pyerre, com tranquilidade, cobrou no canto esquerdo, deslocando o goleiro Martín Silva, para abrir o placar.

Com o gol do Grêmio, que vale como critério de desempate, o Libertad precisaria fazer quatro gols para avançar. Mas foi o Tricolor quem ampliou. Em jogada de Everton que iniciou pela esquerda, o ponta achou André na intermediária. De canhota, o centroavante bateu de chapa, no canto do goleiro, para desencantar: depois de quase três meses, voltou a balançar as redes com a camisa do Grêmio.

Com a desvantagem e precisando de cinco gols, o Libertad sentiu o golpe. Pouco criou, e arriscou finalizações esporádicas, quase todas sem perigo para o goleiro Paulo Victor. O Grêmio, por sua vez, passou a administrar o confronto. Já nos acréscimos, após dividida de Alisson com o zagueiro, a bola sobrou para André, em noite inspirada. O centroavante limpou Martín Silva para marcar seu segundo gol no jogo. 

Grêmio administra vantagem 

Para o segundo tempo, restou ao Grêmio administrar a vantagem e poupar jogadores com mais volume de jogo. O primeiro a deixar o campo, ainda no intervalo, foi o volante Maicon, que deu lugar a Thaciano. 

Depois, foi a vez de Everton ser preservado, para dar lugar a Diego Tardelli, aos 15 minutos. Mas pouca coisa mudou. Com a classificação encaminhada, o Grêmio simplesmente rodou a bola e o Libertad assistiu, sem forças para qualquer tipo de reação. O Tricolor gastou o relógio até o apito final, que decretou o que já havia sido confirmado desde o primeiro tempo no Paraguai: Grêmio nas quartas de final da Libertadores. 

Libertadores 2019 - Oitavas de final

Libertad 0

Martín Silva; Piris, Luis Cardoso, da Silva e Espinoza; Mejía, Cáceres (Riveros), Bareiro, Franco (Rivero) e Martínez; Oscar Cardoso (Benítez). Técnico: José Chamot 

Grêmio 3

Paulo Victor; Leonardo Gomes, David Braz, Kannemann e Cortez; Maicon (Thaciano), Matheus Henrique, Jean Pyerre, Alisson e Everton (Diego Tardelli); André (Luan). Técnico: Renato Portaluppi 

Gols: Jean Pyerre (4/1T) e André (19 e 45/1T)

Cartões amarelos: Cáceres e Píris (Libertad); Thaciano (Grêmio) 

Árbitro: Victor Carrillo (PER)

Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (PAR)