Grêmio demonstra preocupação com problemas físicos dos atacantes

Grêmio demonstra preocupação com problemas físicos dos atacantes

Técnico Renato Portaluppi quer aproveitar rodadas do Brasileiro para corrigir problemas na equipe do Tricolor

Correio do Povo

Diego Souza marcou um dos gols do Grêmio e sentiu um problema no músculo posterior da coxa esquerda

publicidade

Após perder por 4 a 2 para o Flamengo, na última quinta-feira, na Arena, o Grêmio volta o foco para o jogo contra o Coritiba no domingo e para as finas da Copa do Brasil. Para o compromisso no Paraná, o técnico Renato Portaluppi pode ter dificuldades para armar o setor ofensivo. Vários atacantes sentiram problemas físicos, antes e durante o jogo, e serão reavaliados no treino desta sexta-feira.

Diego Souza marcou um belo gol de falta contra o Flamengo, no segundo tempo da partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas sentiu o músculo posterior da coxa esquerda na cobrança, tentou continuar, mas foi substituído. Se o problema for uma lesão muscular pode, inclusive, ficar de fora das finais da Copa do Brasil.

“O Diego sentiu a perna, vamos esperar 24 horas para fazer o exame. Com o resultado, teremos uma noção melhor da lesão. Ou não (no caso de não apresentar uma lesão)”, lamentou Renato.

O atacante Pepê não ficou nem no banco de reservas contra o Flamengo devido a dores na região do quadril. “Temos o problema do Pepê também. Ele fez um exame durante a semana e constatou uma leve lesão no quadril. Estava sentindo muitas dores. Poupamos ele, pois as dores estavam impossibilitando ele de fazer alguns movimentos dentro do campo”, ressaltou.

O terceiro problema no setor é Diego Churín. O centroavante também não ficou entre os suplentes contra o rubro-negro carioca por dores musculares. Os três serão avaliados nesta sexta-feira na reapresentação do grupo, às 16h, no Centro de Treinamentos presidente Luiz Carvalho.

Segunda derrota consecutiva de virada preocupa

Depois de passar por um longo período sem derrotas, o Grêmio sofreu duas viradas nas últimas duas partidas e isso preocupa o técnico Renato Portaluppi. Apesar de voltar a reclamar do pênalti sobre Ferreira no Gre-Nal, ele admitiu que terá que trabalhar com o grupo para que estes erros não voltem a se repetir.

“É uma das coisas que tenho comentado bastante com o meu grupo e, inclusive, comentei agora (na quinta-feira à noite) com eles. Não podemos dar mole. Já é difícil fazer gol e, às vezes, damos até... Torcemos para que não aconteça, mas, ao mesmo tempo, é bom que tenha acontecido para que a gente possa corrigir. Não só esse detalhe, mas alguns outros detalhezinhos”, ressaltou.

O treinador destacou que terá tempo para corrigir os problemas. “Temos algumas rodadas do Brasileiro para resolver isso. Vamos ver o que vai acontecer entre Palmeiras e Santos para saber as datas das finais da Copa do Brasil. Vamos ver se conquistamos mais um título”, declarou.

Se o Palmeiras perder para o Santos a final da Libertadores, no sábado, os jogos finais da Copa do Brasil serão realizados nos dias 11 de fevereiro, na Arena, e 17, no Allianz Parque. Caso vença, os jogos terão a mesma ordem e horário, às 21h30min, mas nos dias 28 de fevereiro e 7 de março.

O jogo contra o Coritiba está marcado para domingo, às 16h, no estádio Couto Pereira. Agora, com todos os clubes com 32 pontos, o Grêmio é o sexto colocado com 51 pontos e a equipe paranaense é a 19ª com 27.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895