Grêmio leva vantagem contra brasileiros em mata-matas da Libertadores
capa

Grêmio leva vantagem contra brasileiros em mata-matas da Libertadores

Em 10 oportunidades, o Tricolor avançou em sete enfrentado clubes do Brasil nas fases eliminatórias da principal competição do continente

Por
Correio do Povo

Na última oportunidade, Barrios marcou o gol que garantiu o avanço do Grêmio nas quartas de final sobre o Botafogo, em 2017

publicidade

Dez anos depois de ser desclassificado pelo Cruzeiro na semifinal de 2009, o Grêmio volta decidir a fase que antecede a final da Libertadores contra um brasileiro, o Flamengo. Enfrentando clubes do país em eliminatórias na principal competição da Conmebol, os números são favoráveis ao Tricolor. São 70% de aproveitamento, com sete avanços nas 10 vezes que disputou mata matas contra equipes do Brasil.

Quando iniciou a disputa com um empate ou derrota, o Grêmio conseguiu obter a vaga em 57% das vezes. Nas 19 participações do Grêmio, que ocorrem desde 1982, o clube enfrentou duas vezes clubes brasileiros na semifinal com uma classificação, contra o Santos, em 2007, e uma desclassificação, dois anos depois, contra o Cruzeiro. Em 1984, o Tricolor chegou a enfrentar o Flamengo na fase anterior a final da Libertadores, mas era um triangular. 

Neste ano, o Grêmio empatou no dia 2 de outubro em 1 a 1 com o Flamengo, no primeiro jogo na Arena. Para classificar, os comandados de Renato Portaluppi precisam vencer no Maracanã ou qualquer empate por 2 ou mais gols. A repetição do placar leva a decisão para os pênaltis. O 0 a 0 classifica os cariocas.

Relembre as fases eliminatórias do Grêmio contra clubes do Brasil

O primeiro confronto do Grêmio contra clube brasileiro em mata-mata de Libertadores foi épico e é até hoje lembrado por qualquer gremista. Em 1995, o Tricolor goleou o Palmeiras por 5 a 0 no Olímpico. Na volta, Jardel marcou um gol de joelho, garantiu o avanço, mesmo com o placar de 5 a 1 para os paulistas. Na final, superou o Atlético Nacional e conquistou o bicampeonato.

Em 1996, defendendo o título, o Grêmio estreou nas oitavas em 1996 contra o Botafogo. Após um empate em 1 a 1 no Rio de Janeiro, Carlos Miguel e Luciano garantiram a classificação no Olímpico com vitória de 2 a 0. Na mesma Libertadores, o Grêmio enfrentou o Corinthians nas quartas de final e também levou a melhor. Com um 3 a 0, no Pacaembu, e derrota, por 1 a 0, no Velho Casarão. Acabou desclassificado nas semifinais pelo América de Cali, da Colômbia.

O primeiro revés contra clubes brasileiros na Libertadores ocorreu em 1997. Nas quartas de final, o time então comandado por Evaristo de Macedo perdeu por 2 a 0, no Mineirão, e a vitória de 2 a 1, no Olímpico, na volta, não foi suficiente para evitar a eliminação.

Em 1998, novo revés contra um clube brasileiro. Nas quartas de final, o adversário foi o Vasco da Gama. Empate de 1 a 1, em Porto Alegre, e derrota por 1 a 0, em São Januário. O clube carioca acabou conquistando o título da Libertadores.

O Grêmio só voltou a encarar um clube brasileiro em mata-mata de Libertadores nove anos depois. Em 2007, nas oitavas, o time de Mano Menezes enfrentou o São Paulo. Após derrota de 1 a 0, no Morumbi, os gols de Tcheco e Diego Souza garantiram a vitória de 2 a 0, no Olímpico, e a classificação.

Na semifinal, o adversário foi o Santos. O Grêmio venceu novamente por 2 a 0 em casa e avançou à final com um gol de Diego Souza, mesmo com derrota por 3 a 1, na Vila Belmiro.

O Cruzeiro voltou a ser adversário do Grêmio na Libertadores de 2009. Na ocasião, a equipe que tinha a melhor campanha do torneio, mas não conseguiu fazer valer a vantagem de decidir em casa no confronto válido pela semifinal. Com derrota de 3 a 1 no Mineirão e empate por 2 a 2 no Olímpico, o Tricolor viu o sonho de chegar a mais uma final acabar.


Luan foi escolhido o melhor jogador da América do Sul em 2017 - Foto: Ricardo Giusti / CP memória

Em 2017, o Botafogo voltou a atravessar o caminho gremista e exigiu bastante esforço dos comandados de Renato Portaluppi. No Rio de Janeiro, no Engenhão, empate em 0 a 0. Na volta, na Arena, Barrios marcou aos 16 minutos do segundo tempo e confirmou o avanço do Tricolor. Na edição, o Grêmio conquistou o tricampeonato ao superar o Lanús, nos dois jogos.

Nesta edição, antes de pegar os cariocas, o Grêmio passou nas quartas de final pelo Palmeiras e com um pequeno susto: derrota em casa no primeiro jogo, por 1 a 0. Na volta, Everton e Alisson marcaram os gols que garantiram o avanço do Tricolor para a semifinal.

•• Grêmio contra brasileiros em mata-matas de Libertadores

1995
Quartas de final - Classificado
Grêmio 5 x 0 Palmeiras
Palmeiras 5 x 1 Grêmio

1996
Oitavas de final - Classificado
Botafogo 1 x 1 Grêmio
Grêmio 2 x 0 Botafogo

Quartas de final - Classificado
Corinthians 0 x 3 Grêmio
Grêmio 0 x 1 Corinthians

1997
Quartas de final - Desclassificado
Cruzeiro 2 x 0 Grêmio
Grêmio 2 x 1 Cruzeiro

1998
Quartas de final - Desclassificado
Grêmio 1 x 1 Vasco
Vasco 1 x 0 Grêmio

2007
Oitavas de final - Classificado
São Paulo 1 x 0 Grêmio
Grêmio 2 x 0 São Paulo

Semifinal - Classificado
Grêmio 2 x 0 Santos
Santos 3 x 1 Grêmio

2009
Semifinal - Desclassificado
Cruzeiro 3 x 1 Grêmio
Grêmio 2 x 2 Cruzeiro

2017
Quartas de final - Classificado
Botafogo 0x0 Grêmio
Grêmio 1x0 Botafogo

2019
Quartas de final - Classificado
Grêmio 0x1 Palmeiras
Palmeiras 1x2 Grêmio