Grêmio marca no fim e empata com o Juventude na Arena

Grêmio marca no fim e empata com o Juventude na Arena

Nicolas marcou aos 46 minutos do segundo tempo e evitou primeira derrota tricolor na competição

Correio do Povo

Jogo foi válido pela sexta rodada do Gauchão

publicidade

Com gol aos 46 minutos do segundo tempo, o Grêmio buscou o empate com o Juventude, em 1 a 1, na Arena, na noite deste domingo, pela sexta rodada do Gauchão, e segue invicto na temporada 2022. O resultado mantém o time do técnico Vagner Mancini - que ouviu vaias ao fim da partida - na liderança com 14 pontos. O Ju, por sua vez, permanece desesperado e ainda sem vencer no campeonato estadual. É o 11°, com três pontos e dentro da zona de rebaixamento. 

Em duelo equilibrado e de poucos espaços, o Verdão da Serra abriu o placar em contragolpe, aos 35 minutos, com o atacante Capixaba, já no segundo tempo. Na pressão, o lateral Nicolas, que veio do banco, empatou para o Tricolor aos 46 minutos em finalização cruzada.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o União Frederiquense, na quarta-feira, às 19h, em Frederico Westphalen. O Juventude recebe o São José, no Alfredo Jaconi, na quinta-feira, às 21h. 

Ferreira deixa o campo lesionado

O principal jogador do Grêmio, Ferreira, deixou o campo reclamando de dores na coxa logo no começo do segundo tempo. O jovem Gabriel Silva entrou no seu lugar. A condição física do atleta preocupa o departamento médico, que deverá avaliar sua situação nas próximas horas. 

Igualdade e equilíbrio

Na volta dos titulares, o técnico Vagner Mancini mandou uma equipe sem surpresas para o gramado. Adiantando a marcação, o Grêmio soube sufocar o Ju no começo do duelo. Aos 5 minutos, o atacante Ferreira em lance de recuperação, limpou dois marcadores e obrigou o goleiro Cesar a grande defesa. Eram do camisa 10 as melhores ações ofensivas tricolores. A partir dos 15 minutos, o Verdão da Serra passou a equilibrar as ações e projetar seu time mais no ataque. Em erro do lateral Diogo Barbosa, que entregou a bola nos pés de Ricardo Bueno, o volante Capixaba aproveitou e finalizou tirando tinta da trave do goleiro Brenno. 

O jogo passou a ficar lá e cá, com ambos os times trocando golpes. Ferreira tentou tabela com Diego Souza dentro da área, mas o centroavante ajeitou mal e a chance foi desperdiçada aos 24 minutos. Na sequência, o atacante Guilherme Parede respondeu com finalização forte de longe, que o goleiro Brenno espalmou bem. Novamente, o arqueiro tricolor fez boa intervenção em chute de longe do meia Moraes. 

Aos 42 minutos, a equipe da Serra chegou bem em duas oportunidades. O lateral Orejuela falhou e deixou Parede em boas condições para chutar. O atacante soltou a bomba cruzada e Brenno de novo teve boa participação. Logo em seguida, o lateral William Moraes avançou pela esquerda e cruzou para a área. A bola raspou nos pés do centroavante Bueno que perdeu de estufar as redes.

O Grêmio deu a resposta em dois contragolpes. O volante Thiago Santos pegou a sobra, avançou a dribles e finalizou para defesa de Cesar. A bola caiu nos pés de Benítez, que cruzou até Ferreira isolar por cima do gol já dentro da área. Sumido do jogo, o centroavante Diego Souza arrancou o maior "Uh" do torcedor no último lance. Benítez cobrou escanteio e ele apareceu cabeceando forte no poste de Cesar. 

Nicolas salva no fim

O segundo tempo começou animado, com os dois times seguindo em busca do ataque. Logo no primeiro minuto, o meia Benitez furou chance dentro da área. Aos 10, o atacante Ferreira, que sentiu dores na coxa, precisou ser substituído. Ele foi o principal jogador da primeira etapa gremista. Mancini escolheu o jovem Gabriel Silva para sua vaga. 

Aos 17 minutos, Kelvi soltou a bomba na sobra do escanteio e Brenno fez grande defesa. No rebote, o centroavante Ricardo Bueno não conseguiu empurrar para o gol. Logo como resposta, o garoto Gabriel Silva, em lance individual, chutou cruzado e o goleiro Cesar espalmou para fora. 

A igualdade no marcador se retratava bem em campo. Os dois times esperavam a chance para contragolpear e criarem chances. Aos 32 minutos, Benítez e Diego Souza tabelaram bem e a bola chegou para Janderson chutar por cima. Em seguida, foi a vez do argentino mandar a bola nas mãos do goleiro Cesar. Por se lançar para o ataque, o Grêmio deu espaços na defesa e o Juventude soube aproveitar. Parede inverteu linda bola para Jadson, que ajeitou para Capixaba finalizar cara a cara com o goleiro Brenno, que não teve chance de defender. 

O Tricolor se lançou ao ataque para buscar o empate e encontrou. Aos 46 minutos, o lateral Nicolas, que havia entrado na vaga de Diogo Barbosa logo após o gol adversário, finalizou cruzado de longe e com efeito. O goleiro Cesar não conseguiu defender e a bola morreu no fundo das redes. Apesar da pressão gremista, o resultado ficou em 1 a 1. Ao apito final, algumas vaias foram ouvidas das arquibancadas da Arena. 

Campeonato Gaúcho - 6ª rodada

Grêmio 1 

Brenno; Orejuela (Rodrigues), Bruno Alves, Geromel e Diogo Barbosa (Nicolas); Thiago Santos e Lucas Silva (Villasanti); Janderson, Benítez (Rildo) e Ferreira (Gabriel Silva); Diego Souza. Técnico: Vagner Mancini.

Juventude 1 

César; Rodrigo Soares, Danilo Boza, William Matheus e Moraes; Élton, Jadson, Kelvi; Guilherme Parede, Capixaba (Hélio) e Ricardo Bueno (Pitta).
Técnico: Eduardo Barros (interino). 

Gols: Capixaba (35min/2T°) Nicolas (46min/2T°)
Cartões amarelos: Guilherme Parede, Capixaba e Elton (Juventude) Thiago Santos e Diego Souza (Grêmio)
Arbitragem: Daniel Nobre Bins, auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor e Tiago Augusto Kappes Diel.  
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data: 19h, neste domingo, 13 de fevereiro de 2022. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895