Grêmio perde para o Santos na estreia do Brasileirão

Grêmio perde para o Santos na estreia do Brasileirão

Tricolor pressionou no segundo tempo, mas não conseguiu buscar o empate

Cristiano Munari

Sasha marcou o primeiro gol do Santos na Arena

publicidade

O Grêmio estreou com derrota no Campeonato Brasileiro. Na manhã deste domingo, o Tricolor foi batido pelo Santos por 2 a 1 diante de mais de 30 mil gremistas na Arena. Eduardo Sasha e Felipe Jonatan marcaram os gols do Peixe. Everton descontou aos 48 do segundo tempo.

Em um esquema diferente montado por Jorge Sampaoli, o Santos se impôs nos primeiros minutos do jogo e abriu o placar logo aos 5 com Sasha. Ainda na primeira etapa, Felipe Jonatan se aproveitou de um erro de Alisson para marcar o 2 a 0. No segundo tempo, o Tricolor pressionou e empilhou chances, mas demorou para marcar. Em dia de grande atuação do goleiro Vanderlei, o Grêmio só conseguiu descontar nos acréscimos com Everton. Era tarde para buscar o empate apesar da boa atuação gremista na etapa final.

O Grêmio volta a campo na quarta-feira, às 19h15min, para enfrentar o Avaí na Ressaca. O próximo compromisso do Santos é na quinta, também às 19h15min, diante do Fluminense em São Paulo.

Santos amarra o Grêmio e se aproveita de erros para abrir vantagem

Grêmio e Santos entraram no gramado da Arena para um dos jogos mais esperados da primeira rodada do Campeonato Brasileiro. De um lado, o Tricolor acostumado a empilhar títulos nos últimos anos apresentando um futebol vistoso sob o comando de Renato Portaluppi. Do outro, um Peixe ainda em começo de trabalho de Jorge Sampaoli, mas recebendo elogios pelo estilo de jogo apresentado. Melhor para o treinador argentino.

O Grêmio entrou em campo com força máxima – a mesma escalação usada nas últimas quatro partidas por Libertadores e Gauchão. No Santos, Sampaoli optou por mudanças e deixou alguns dos seus principais jogadores no banco, casos do meia Carlos Sánchez e dos atacantes Rodrygo e Derli González. No esquema tático, o argentino apostou em um 3-5-2 para parar o Tricolor. Deu certo. 

Os torcedores na Arena ainda se acomodavam nas cadeiras quando o Santos abriu o placar em uma rara falha da forte defesa gremista. Aos 5 minutos, o lateral Felipe Jonatan lançou e Jean Lucas desviou para Eduardo Sasha nas costas de Geromel. Kannemann tentou fazer a cobertura, mas chegou tarde. O ex-atacante do Inter dominou rápido e bateu por cobertura para superar Paulo Victor e abrir o placar.

O Santos ainda teve mais três finalizações em seguida. Duas delas com Sasha, uma para fora e outra que Paulo Victor defendeu. O goleiro também pegou o chute de Jean Mota e manteve o placar em 1 a 0.

O Grêmio demorou para encontrar espaços na defesa do Santos. Bem montada com linha de cinco defensores, o Peixe não dava espaços e as jogadas com o pivô de André eram a principal arma gremista. Assim, Maicon e Everton conseguiram invadir a área, mas erraram na hora do último passe. Sem finalizar de dentro da área, Jean Pyerre arriscou de fora e obrigou Vanderlei a fazer uma grande defesa aos 29.

Quando o Tricolor vivia seu melhor momento no jogo empurrando o Santos para o seu campo de defesa, uma falha custou o segundo gol. Após uma rápida escapada para o ataque, o time paulista conseguiu um escanteio. No rebote dele, Alisson deu bobeira e foi desarmado por Felipe Jonatan, que tomou a bola, invadiu a área e chutou com força para ampliar, 2 a 0.

O Grêmio sentiu o segundo gol do Santos e cometeu uma série de erros logo depois. Em um deles, Kannemann perdeu a bola para Sasha e teve que cometer a falta para evitar o contra-ataque levando o cartão amarelo. O Tricolor ainda conseguiu balançar as redes nos acréscimos com André após cruzamento de Cortez. O lance, porém, foi anulado por impedimento do lateral gremista e o jogo foi para o intervalo com vantagem de 2 a 0 para o Santos.

Grêmio pressiona, mas para em Vanderlei

Logo no primeiro lance do segundo tempo, o Grêmio voltou a cometer um erro na saída de bola. Kannemann, já amarelado, fez a falta em Soteldo para parar o ataque promissor do Santos. O zagueiro gremista deu sorte de o árbitro Bruno de Araújo não ter dado o segundo cartão amarelo e, por consequência, o vermelho. Não demorou para o técnico Renato Portaluppi fazer a primeira troca. Aos 7, Diego Tardelli entrou no lugar de Alisson. Logo depois, Luan foi chamado para a vaga de Jean Pyerre.

A pressão em busca do gol fez o Grêmio dar espaços para o contra-ataque do Santos. Aos 13, Soteldo fez a jogada pela esquerda e cruzou para o meio da área, onde Jean Lucas apareceu livre e chutou por cima do gol de Paulo Victor. O Tricolor também criou suas chances. Aos 24, Tardelli e Luan fizeram uma linda tabela. O camisa 7 bateu da entrada da área e Vanderlei fez a defesa. Logo depois, Luan cruzou e Lucas Veríssimo quase marcou contra.

Faltando 20 minutos para o fim do tempo regulamentar, Renato foi para o tudo ou nada. Ele tirou Cortez e mandou o centroavante Felipe Vizeu a campo deixando o Grêmio sem lateral esquerdo e todo no campo de ataque. O Grêmio partiu para uma pressão um pouco desorganizada, mas de grande volume. Aos 37, Everton recebeu pelo lado direito da área e chutou para defesa de Vanderlei, que mandou para escanteio. Na cobrança do tiro de canto, a bola chegou para Vizeu dentro da pequena área. O centroavante, porém, cabeceou por cima.

Aos 38 aconteceu um lance que fez o torcedor do Grêmio ver que não teria como evitar a derrota. Em nova jogada de Everton pela direita, Tardelli desviou de calcanhar e Vanderlei fez uma grande defesa no reflexo. O goleiro ainda conseguiu levantar de forma rápida para travar o chute de André, que aparecia quase em cima da linha marcar.

A pressão do Grêmio seguiu até o final. Luan teve grande chance dentro da área e mandou para fora. Somente aos 48 que o Tricolor conseguiu passar por Vanderlei. Everton recebeu passe de Maicon dentro da área, girou e bateu cruzado para descontar. Mas era tarde para tentar um empate e o jogo terminou em vitória do Santos por 2 a 1.

Brasileirão – 1ª rodada

Grêmio 1
Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann, Cortez (Felipe Vizeu); Maicon, Matheus Henrique; Alisson (Tardelli), Jean Pyerre (Luan), Everton; André. Técnico: Renato Portaluppi

Santos 2
Vanderlei; Lucas Verrísimo, Aguilar, Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Pituca, Jean Lucas (Carlos Sánchez), Jean Mota (Alisson) Felipe Jonatan; Sasha (Derli González) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli

Gols: Everton (48min/2T); Sasha (5min/1T), Felipe Jonatan (35min/1T)
Cartões amarelos: Maicon, Kannemann, Matheus Henrique (GRE); Pituca, Alisson, Derli González – expulso após o apito final (SAN)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Local: Arena do Grêmio


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895