Grêmio pretende ampliar multa de Ferreira

Grêmio pretende ampliar multa de Ferreira

Aumento salarial está na pauta, pois o valor de 8 milhões de euros é considerado baixo

Rafael Peruzzo

Grêmio negocia ampliação da multa rescisória de Ferreira, que é de 8 milhões de euros

publicidade

Nenhum jogador do Grêmio ascendeu de forma tão meteórica em 2021 como o atacante Ferreira. Depois de um litígio com o clube no ano passado e que inclusive rendeu críticas públicas do empresário do atleta a alguns dirigentes na época, em setembro o jogador renovou o contrato com o Tricolor até dezembro de 2023. E ao mesmo tempo em que o Grêmio desfruta do ótimo momento de Ferreira dentro de campo, fora dele há a preocupação com o assédio de clubes do exterior.

A visibilidade alcançada com dribles, assistências e gols subiu o atleta de patamar. Tanto que ele foi escolhido como o craque do Campeonato Gaúcho. Diante deste cenário, o Grêmio vai intensificar as conversar com o empresário Pablo Bueno para discutir a situação contratual do jogador.

“É um debate que vai acontecer, não tenha dúvida, talvez uma adaptação contratual. A renovação dele (em setembro de 2020) foi complicada porque o vínculo estava se encerrando. O mais importante nesse processo é que ele permanece no Grêmio, poderia ter saído de graça. Temos que olhar para essa situação porque o mercado é extremamente agressivo”, admite o presidente Romildo Bolzan Júnior.

O clube tem na multa contratual a sua principal preocupação. Quando da renovação no ano passado, diante das dificuldades negociais que foram impostas, a multa foi fixada em 8 milhões de euros, um valor considerado muito baixo. O Grêmio quer aumentar substancialmente esse valor, já que detém somente 50% dos direitos econômicos.

Se algum clube do exterior depositar a multa na próxima janela de transferências, o Tricolor fica com apenas 4 milhões de euros. Para isso, pretende também readequar o salário de Ferreira, que passaria a receber vencimentos próximos aos dos principais jogadores do elenco.

Ferreira está em uma idade considerada “limite” para se transferir aos grandes centros do futebol europeu. Pablo Bueno, o seu empresário, tem ótimo trânsito no leste europeu, onde há clubes com poder aquisitivo para contratar o atacante. Os próximos dias prometem ser agitados nos bastidores do Grêmio em relação ao assunto Ferreira.

O clube sabe que precisa ser ágil para que o jogador também não perca o foco nas competições que estão por iniciar.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895