Grêmio recusa oferta da China por Everton
capa

Grêmio recusa oferta da China por Everton

Proposta do Beijing Guoan era de 45 milhões de euros à vista

Por
Carlos Corrêa

Beijing Guon fez uma oferta oficial de 45 milhões de euros, mas o Grêmio pediu 60 milhões

publicidade

O Grêmio recusou uma proposta oficial do futebol chinês por Everton. Ao longo da semana passada, o empresário Fábio Britto, representando o Beijing Guoan, iniciou negociações com dirigentes do Tricolor, que foram finalizadas com uma oferta oficial de 45 milhões de euros (R$ 194,7 milhões pela cotação atual). O pagamento seria feito à vista e o jogador receberia um salário anual de 8 milhões de euros (cerca de R$ 34,6 milhões) por ano em um contrato de quatro anos. No entanto, a contraproposta do Grêmio foi de 60 milhões de euros (R$ 259,6 milhões), o que não foi aceito pelos chineses.

Além disso, um dos problemas na negociação foi que, além do Tricolor e do jogador, há, pelo menos, mais três partes envolvidas. A negociação não foi retomada uma vez que a janela de transferências para a China se encerrou no dia 31 de julho. O Beijing Guoan é o atual vice-líder do campeonato chinês e também conta com o meia brasileiro Renato Augusto no seu grupo de jogadores.

Leia mais sobre Everton

O Arsenal, que chegou a sondar a contratação de Everton, anunciou oficialmente na semana passada o atacante Nicolas Pépé, da Costa do Marfim, que estava no Lille, da França.