Grêmio sai na frente, mas empata com o Avaí em jogo de baixa qualidade
capa

Grêmio sai na frente, mas empata com o Avaí em jogo de baixa qualidade

Tricolor abriu placar com Rômulo e sofreu o 1 a 1 em gol contra de Michel

Por
Bernardo Bercht

Tricolor teve dificuldades na criação e acumulou erros de passe

publicidade

O Grêmio teve nova apresentação abaixo da média, fez um gol em bola parada, mas teve a frustração do empate com o Avaí e volta a tropeçar no Brasileirão. Empilhando erros e com pouca qualidade, o time misto não foi além do 1 a 1 contra a fraca equipe catarinense e soma apenas um ponto no campeonato após o término da segunda rodada.

A tentativa de recuperação terá que ser contra o Fluminense, no próximo domingo, na Arena, antes da decisão do avanço na Libertadores contra a Universidad Católica. O Avaí enfrenta o Bahia, fora de casa no mesmo dia.

Um primeiro tempo de baixa qualidade técnica e inúmeros erros de passe teve um Grêmio pouco operante e o Avaí tentando pressionar na frente da sua torcida.

Por conta disso, os catarinenses até conseguiram concluir a gol, em bolas paradas, mas lances de perigo foram mínimos ao longo da etapa. Aos 7, Alex Silva cobrou falta da direita e Marquinhos subiu livre, cabeceou para fora. Ele teve nova chance em bola erguida por Paulinho e mandou fraco para fácil defesa de Paulo Victor.

Vazio técnico

Depois disso, a partida foi um imenso vazio, por longos minutos. E nem foi por boas marcações, e sim pelos seguidos erros de ambos os times. Cruzamentos ruins de Juninho Capixaba, passes errados de Getúlio do outro lado. Luan devolvendo tabela para Tardelli com a canela, Montoya errando cruzamentos desmarcados na direita...

Somente aos 31 minutos o Tricolor teve algo parecido com uma conclusão. Matheus Henrique fez boa jogada na intermediária e tocou para Vizeu na meia-lua. O centroavante, até então desaparecido, chutou sem olhar e carimbou o zagueiro.

Aos 34 minutos é que foi surgir uma jogada combinada de alguma qualidade da equipe gremista. Luan lançou Montoya na direita, ele viu a entrada de Tardelli e cruzou na marca penal. Kunde despachou em escanteio para evitar o gol.

Na resposta dos catarinenses, Matheus Henrique teve que salvar em bela recuperação. Brizuela foi lançado em contragolpe e cruzou para Alex Silva. Ele ia mandar para o gol, mas o volante surgiu para dividir e mandar em escanteio.

Gol na bola parada

A ironia do futebol, entretanto, operou aos 44 minutos na bola parada. Sem apresentar algo que justificasse vencer, o Grêmio marcou seu gol. Montoya que pouco tinha acertado, fez cruzamento perfeito na marca penal e Rômulo subiu livre para testar firme para o fundo das redes, anotando o 1 a 0 antes do intervalo.

Só que a vantagem no placar não ajudou o Grêmio a impor seu jogo no segundo tempo. Foi o Avaí que tomou a iniciativa para tentar igualar o placar, ainda que com pouca efetividade.

Com pouca qualidade na bola de chão, o time de Geninho forçou os escanteios e assim levou perigo. Marquinhos ganhou pela terceira e quarta vez da zaga gremista no ar, mas de novo concluiu errado. Primeiro, isolou por cima, depois tocou pelo lado.

Renato viu o jogo inclinar para longe do controle e fez trocas. Lançou Thaciano e Everton nos lugares de Vizeu e Luan. Depois, sacou Tardelli cansado e deu mais uma chance para André.

Castigo no fim

Quem trabalhou, contudo, foi Paulo Victor. André Moritz, aos 21, chutou de fora da área e o goleirão voou no canto direito para pegar. Aos 34, Paulinho cruzou com muito perigo, Getúlio subiu livre e cabeceou contra o chão. Paulo Victor estava muito bem colocado e evitou o gol.

Mas Paulo Victor não conseguiu evitar o fogo amigo. Aos 39, Everton perdeu bola no meio para Betão, que acionou Paulinho. A bola foi chuveirada de longe e Michel desviou, de forma infantil, para trás, sem marcação. A bola entrou no ângulo esquerdo, em gol contra que igualou a partida.

Antes do apito final, o Grêmio reclamou muito de um suposto pênalti. Montoya cobrou falta na área, o goleiro afastou e a bola bateu na mão de Marquinhos Silva. A arbitragem decidiu por toque involuntário, sem necessidade do VAR.

Brasileirão - 2ª rodada
Avaí 1
Vladimir; Kunde (Luan Pereira), Marquinhos Silva e Betão; Alex Silva, Pedro Castro, Matheus Barbosa (André Moritz), João Paulo e Paulinho; Getúlio e Brizuela (Jones Carioca). Técnico: Geninho.

Grêmio 1
Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Michel e Juninho Capixaba; Rômulo, Matheus Henrique, Luan (Thaciano) e Montoya; Vizeu (Everton) e Tardelli (André). Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Rômulo (44min/1ºT), para o Grêmio; Michel (39min/2ºT) contra para o Avaí.
Cartões amarelos: Kunde, Marquinhos Silva, Betão e Alex Silva (A); Geromel, Rômulo (G).
Árbitro: Wagner Magalhães.
Local: Ressacada (SC).