Grêmio será julgado no STJD na próxima segunda pela invasão de torcedores contra o Palmeiras

Grêmio será julgado no STJD na próxima segunda pela invasão de torcedores contra o Palmeiras

Julgamento ainda analisará ofensas de Rafinha, enquanto o Verdão também responderá pela conduta de palmeirenses nas arquibancadas da Arena

Correio do Povo

Cabine do VAR foi depredada por torcedores gremistas na Arena

publicidade

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) agendou para a próxima segunda-feira o julgamento da invasão de torcedores do Grêmio durante o duelo contra o Palmeiras, partida válida pela 29ª rodada do Brasileirão e que terminou com a vitória do time paulista. Na ocasião, um grupo de gremistas ingressou no gramado da Arena e depredou a cabine onde fica o VAR. A sessão virtual foi marcada para as 13h e terá transmissão ao vivo no site do STJD.

Além dessas questões, a Primeira Comissão Disciplinar do órgão irá analisar as ofensas proferidas pelo lateral Rafinha contra a arbitragem e a conduta de torcedores palmeirenses, que trocaram socos nas arquibancadas da Arena com gremistas. Inicialmente, a Procuradoria do STJD entrou com pedido de liminar para que o Grêmio atuasse sem torcida a partir dos eventos registrados naquele jogo. A solicitação foi aceita pelo STJD e desde então o Tricolor não tem recebido o apoio de seus torcedores em Porto Alegre e fora da Capital gaúcha. 

Veja Também

A partir dos documentos, incluindo a súmula do então árbitro do jogo, Sávio Pereira Sampaio, o Grêmio foi denunciado nos artigos 213, e seus incisos, e 211, ambos do CBJD. O primeiro versa sobre "deixar de tomar providências para evitar ou reprimir desordens, invsão de campo ou lançamento de objetos". Já o outro artigo fala em "deixar de manter o local que tenha indicado para a realização do evento com infraestrutura necessária para assegurar a segurança". A pena prevista pode chegar a inicialmente o simples pagamento de uma multa, que pode chegar a R$ 100 mil, ou, conforme o parágrafo 1º do artigo 213, a perda do mando de campo de uma a dez partidas. 

No caso de Rafinha, que estava inclusive suspenso neste jogo contra o Palmeiras, a denúncia cita que o atleta proferiu as ofensas contra a arbitagem no intervalo e no final do confronto. Segundo a súmula, o lateral teria dito que a equipe de árbitros estaria ali para prejudicar o Grêmio. Se condenado, Rafinha poderá pagar multa de até R$ 100 mil e sofrer uma suspensão de um a seis jogos. Já o Palmeiras, poderá ser obrigado a pagar multa do mesmo valor em caso de condenação. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895