Grêmio torce por venda no começo da próxima temporada
capa

Grêmio torce por venda no começo da próxima temporada

Clube tem dois dos cinco atletas mais valiosos do Brasil, segundo o site Transfermarket

Por
Rafael Peruzzo

Everton encabeça lista de possíveis vendas do Grêmio

publicidade

A austeridade financeira é uma bandeira da gestão Romildo Bolzan Júnior. O equilíbrio das finanças sempre foi um dos pilares do presidente do Grêmio na sua maneira de conduzir o clube, que hoje é tido como exemplo no país. E dentro dessa política, há a necessidade da venda de um jogador na próxima janela de transferências para que o Tricolor inicie 2020 de uma forma mais tranquila. 

Tem sido assim nos últimos anos. “No ano passado nós conseguimos começar a temporada com mais tranquilidade porque vendemos o Tetê”, lembra Romildo. Jogadores com alto valor de mercado não faltam no Grêmio. De acordo com o site Transfermarket – especializado no mercado do futebol – o clube tem dois atletas entre os cinco mais valiosos do Brasil. A lista é encabeçada pelo atacante Everton. O Cebolinha, segundo a publicação, vale 35 milhões de euros. 

Um pouco abaixo, na quarta posição, está o volante Matheus Henrique, com valor de mercado de 22 milhões de euros. “O Grêmio possivelmente terá de realizar uma situação de venda, é necessário fazer. É importante começar o ano com alguma capacidade financeira, ter uma reserva de caixa. Se não tiver, nós vamos bem igual. Mas o ideal é ter por uma questão de fluxo de caixa, de garantia negocial. Seria bom realizar algum negócio, sim”, destaca o presidente.

Jean Pyerre, Pepê, Darlan... A lista é grande, mas Everton segue sendo o “bola da vez” para ser negociado. “Se for um negócio bom para ele e o clube, vamos em frente, temos substitutos. Se ficar conosco, ótimo, seria extremamente favorável. O Grêmio preserva o seu ativo e tem nele um jogador muito dedicado, profissional e responsável. As duas situações nos servem”, finaliza Romildo Bolzan. As principais janelas europeias abrem no mês de janeiro.