Grêmio vê "desejo de ambas as partes", mas admite cautela na renovação com Kannemann

Grêmio vê "desejo de ambas as partes", mas admite cautela na renovação com Kannemann

Vice de futebol vê fatores como acesso na Série B e ano eleitoral no clube como importantes ao avaliar o tema

Mauri Dorneles

Kannemann poderá assinar com qualquer clube a partir de julho

publicidade

A renovação do Grêmio com o zagueiro argentino Walter Kannemann vem ganhando força nos bastidores gremistas nesta temporada. O defensor tem vínculo até o final do ano e a partir de julho já poderá assinar um pré-contrato com outros clubes. Conforme o vice de futebol, Denis Abrahão, a ampliação contratual é um "desejo de ambas as partes", mas o tema vem sendo tratado com cautela pela direção por alguns "fatores" considerados importantes pelo cartola: acesso na Série B e pleito eleitoral do clube. 

"Se dependesse de mim eu faria já. Agora, eu e o presidente dependemos de uma série de fatores. A gente não sabe o que vai acontecer no campeonato brasileiro, dependendo do andamento do campeonato, melhora a situação para renovação", afirmou em contato com o Correio do Povo.

Clube e jogador ainda não começaram as conversas para a renovação. “Sem dúvida temos vontade de renovar com ele. Eu particularmente acho que o Kannemann deveria encerrar a carreira no Grêmio por tudo o que ele representa”, concluiu o vice. O representante do argentino confirma que, no momento, ainda não há nada em andamento entre as partes. 

Dênis se posicionou no mesmo entendimento do presidente Romildo Bolzan Júnior em coletiva após a vitória para o CRB, a extensão do contrato de Kannemann demandará tempo em função das eleições presidenciais do Grêmio. Em setembro, o Grêmio tem eleições para o conselho deliberativo. Já em outubro, as eleições acontecem para presidente do clube, quando o atual mandatário deve deixar o cargo.

Atualmente, Kannemann ainda trabalha para voltar aos gramados. Na semana passada, ele participou de uma atividade em Porto Alegre, antes da viagem da delegação gremista para o jogo diante do Operário. Ele está afastado dos gramados desde o rebaixamento, quando passou por cirurgia. A expectativa é de que ele possa ficar à disposição ao menos no banco de reservas contra o Cruzeiro, já que o Grêmio deve repetir a zaga que venceu o CRB, formada por Geromel e Bruno Alves.

Veja Também

 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895