Imprensa italiana aponta Napoli como possível destino de Everton
capa

Imprensa italiana aponta Napoli como possível destino de Everton

Transferência para a Inglaterra é pouco provável devido ao fechamento da janela, que ocorre na quinta-feira

Por
Correio do Povo

Futuro de Everton segue indefinido e Napoli pode ser o destino

publicidade

O destino de Everton pode ser o Napoli, da Itália. Pelo menos é o que aposta a imprensa italiana desde a última terça-feira. Como a janela de transferências para a Inglaterra termina na quinta-feira, dificilmente o destaque do Grêmio e da Seleção Brasileira na Copa América será negociado para clubes da Premier League, como era o sonho do jogador. Oficialmente, a direção do Tricolor diz que ainda não recebeu nenhuma proposta pelo atacante.

No jornal The Sun, o jornalista Tim Vickery, considera muito difícil que o Arsenal faça uma proposta nas últimas horas de janela. Com a contratação do marfinense Pépé e do brasileiro Gabriel Martinelli, de 18 anos, do Ituano, o clube teria feito as aquisições para o setor ofensivo da equipe. Segundo o jornalista, a opção por Martinelli se dá pelo valor, “muito abaixo” do 40 milhões de euros exigidos pelo Grêmio, pela idade. Vickery destacam que “muitos clubes europeus” consideram 23 anos como “muito velho” para uma revenda.

Na Itália, onde a janela fecha no dia 2 de setembro, vários veículos de comunicação destacaram que Everton pode ser uma opção para o Napoli. Segundo o jornal Il Mattino, o clube italiano foca nas contratações de James Rodriguez e Lozano, duas negociações que vem trabalhando há tempos. Como elas ainda não foram concretizadas, o jogador do Grêmio e o atacante David Neres, do Ajax, de 22 anos, também atacante da Seleção, são opções.

Assim como na Itália, países como Alemanha, Espanha, França, Rússia, Ucrânia e Holanda encerram as suas janelas no dia 2 de setembro. Em Portugal, a possibilidade de transferências fica aberta até o dia 22 de setembro. Recentemente, o Grêmio teria negado uma proposta do Beijing Guoan de 45 milhões de euros por Everton.