capa

Jean Pyerre admite tristeza com fase do Grêmio, mas acredita em recuperação no sábado

Meia comentou sobre a lesão no ombro que o tirou de alguns jogos na temporada

Por
Correio do Povo

Meia está recuperado de lesão no ombro

publicidade

Depois de crescer nas categorias de base vendo o Grêmio ter temporadas de luxo – que renderam ao Tricolor os títulos da Copa do Brasil, da Libertadores e da Recopa –, Jean Pyerre vive em sua primeira temporada como titular uma fase de deconfiança no grupo. O rendimento no Brasileirão tem preocupado torcedores e entristece o meia. Contudo, ele acredita no potencial da equipe para encontrar a primeira vitória no campeonato neste sábado, contra o Atlético Mineiro, a partir das 19h, na Arena.

"Estamos passando por algumas dificuldades e, querendo ou não, é tudo novidade para mim. É nessas horas que a gente vê o tamanho da camisa do clube. Entendemos que toda cobrança é porque as pessoas sabem que a gente pode dar mais. Não estamos felizes por estarmos vivendo esse momento, mas temos total confiança de que conseguimos dar a volta por cima", afirmou o jogador nesta sexta-feira.

Para Jean Pyerre, um dos maiores erros do Tricolor tem sido entrar desatento nas partidas."Temos que ficar focados nos 90 minutos. Quando tivermos oportunidades, temos que fazer o gol e matar o jogo. Entrar com o foco mais ligado para que a gente possa colher os frutos", advertiu. Questionado sobre a necessidade de mudanças no sistema de jogo orquestrado pelo técnico Renato Portaluppi, defendeu a manutenção tática da maneira de atuar. "Temos nossa forma de jogar e ganhamos com ela. Não é porque não estamos numa sequência boa que está tudo perdido. Sabemos do nosso valor e da responsabilidade", comentou.

Lesão no ombro

Nas últimas semanas, o meia esteve afastado dos treinamentos devido a um problema no ombro. Retornou no empate com o Juventude pela Copa do Brasil, na quarta, e garante que sua situação física está "tranquila". "É só esse problema que eu tenho há bastante tempo e nunca tinha tratado. Infelizmente, tive uma pancada muito forte no jogo contra o Santos e eu não estava aguentando mais. Tive que tomar injeção para jogar. Era algo que estava me prejudicando, porque eu tinha anseio de dividir e cair", disse.O meia admitiu que ainda vai levar um tempo para perder o medo de realizar atividades de mais contato.

Contra o Atlético Mineiro, Jean Pyerre vai encontrar inspiração extra para jogar. "Todo jogo para mim contra eles é importante, porque contra eles marquei meu primeiro gol como profissional no início da minha trajetória. Amanhã vai ser a primeira oportunidade de enfrentá-los aqui em Porto Alegre", comentou. O jovem marcou pela primeira vez no time profissional contra o Galo na derrota no returno do Campeonato Brasileiro de 2017.

Neste sábado, o Grêmio estará desfalcado de Matheus Henrique, um dos principais nomes da temporada. Ele cresceu na base ao lado de Jean Pyerre, que valoriza o trabalho do colega. Apesar de reconhecer a qualidade do volante, disse que o time "tem jogadores para supri-lo" amanhã ou em qualquer momento. "Quem entrar talvez vá ter características diferentes, mas pode dar conta do recado", finalizou.

Matheus não é a única baixa para o duelo. Kannemann, Paulo Miranda, Cortez e Luan estão no departamento médico. Um time provável do Tricolor tem Paulo Victor; Leonardo Gomes, Pedro Geromel, Michel e Juninho Capixaba; Maicon e Rômulo; Diego Tardelli, Jean Pyerre e Everton; Diego Tardelli.