Kannemann e Geromel jogaram juntos apenas em 16 jogos do Grêmio na temporada

Kannemann e Geromel jogaram juntos apenas em 16 jogos do Grêmio na temporada

Número equivale a 25,8% dos jogos disputados na temporada que começou em 2020

Correio do Povo

Dos 62 jogos do Grêmio até aqui em quatro competições, atuaram juntos em apenas 16

publicidade

Pedor Geromel e Walter Kannemann são os pilares da defesa do Grêmio desde 2016, quando a então recém formada dupla de zagueiros conquistou a Copa do Brasil. Nos anos seguintes, mantiveram o alto nível e ganharam outros títulos. Não à toa, formam aquela que é considerada uma das melhores parcerias de zaga do Brasil nas últimas temporadas. Juntos, jamais perderam um clássico Gre-Nal, por exemplo. Contudo, em 2020 e neste início de 2021, viveram uma situação atípica. Dos 62 jogos do Grêmio até aqui em quatro competições, atuaram juntos em apenas 16.

O número representa 25,8% das partidas na temporada. Seja por lesões, suspensões e até mesmo convocações de Kannemann para a seleção da Argentina, o Grêmio não contou com a dupla titular na grande maioria dos jogos. No Brasileirão, o Tricolor tem 28 confrontos. E os dois participaram juntos de somente seis. Não que isso seja um problema, já que o time de Renato Portaluppi tem a melhor defesa do campeonato, com 23 gols sofridos, e vem superando bem a ausência dos titulares.

Se no Brasileiro a equipe se vira de forma satisfatória sem Geromel e Kannemann, o mesmo não se pode dizer da eliminação na Libertadores. Na pior derrota da temporada – 4 a 1 para o Santos – Kannemann ficou no banco. E na sexta-feira, contra o Palmeiras, quando o Grêmio inicia uma série de jogos decisivos no Brasileirão, eles não estarão juntos mais uma vez. O capitão Geromel ainda não está plenamente recuperado de uma lesão muscular na perna esquerda e dificilmente vai a campo, já que não trabalhou ao lado dos demais companheiros nos dois primeiros treinos da semana.

O volante Maicon estará à disposição, mas como não joga há bastante tempo, deve ficar como opção no banco de reservas. Vanderlei, Kannemann, Jean Pyerre e Diego Souza retornam à equipe após ficarem ausentes no empate com o Fortaleza. Diogo Barbosa, que viajou mas ficou na reserva no Ceará, também retoma a titularidade. O Palmeiras terá só dois dias para se preparar. Ontem, o Verdão disputou a semifinal da Libertadores contra o River Plate. Perdeu e e foi massacrado em campo, mas ainda assim se classificou no placara agregado.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895