Luan, Geromel, Cortez, Alisson e Léo Moura não participam da parte aberta do treino em Fortaleza
capa

Luan, Geromel, Cortez, Alisson e Léo Moura não participam da parte aberta do treino em Fortaleza

Jean Pyerre correu ao redor do gramado, ainda sob a supervisão da fisioterapia

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

André deve ser o titular do comando do ataque do Grêmio contra o Fortaleza, no sábado, às 17h, no Castelão

publicidade

* Com informações do repórter Eurico Quadros

O Grêmio encerrou na manhã desta sexta-feira a preparação para enfrentar o Fortaleza, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um trabalho semiaberto no Estádio Carlos de Alencar Pinto, sede do Ceará. Na parte fechada da atividade, Renato Portaluppi definiu o time que irá enfrentar o Leão do Pici, no sábado. A tendência é um time totalmente reserva. Na aberta, os jogadores realizavam um recreativo sem a presença de Luan e Pedro Geromel.

As principais indefinições estão no meio de campo e no ataque entre Michel ou Darlan e Patrick ou Luciano. A tendência é que o Tricolor atue com: Julio Cesar; Galhardo, David Braz, Paulo Miranda e Juninho Capixaba; Rômulo, Michel (Darlan), Patrick (Luciano), Thaciano e Pepê; André.

O jogo contra o Fortaleza está marcado para as 17h de sábado, no estádio Castelão. Após todos os jogos da 26ª rodada, o Grêmio é o sétimo colocado, com um ponto a menos que o Inter e três para o Corinthians, quarto colocado.

Treino com muitos desfalques

Quando o Grêmio liberou o acesso ao local do treino, Luan, Geromel, Cortez, Alisson e Léo Moura não estavam no recreativo com os companheiros. O meia sentiu uma pancada no pé direito no segundo tempo da partida contra o Bahia e acabou substituído. Outro jogador que reclamou de dores durante o jogo contra os baianos foi Cortez. Ele deve ter ficado de fora para não forçar a musculatura.

Já o zagueiro, neste ano, tem recorrentemente feito trabalhos especiais após os jogos. Ambos serão reavaliados diariamente até a próxima quarta-feira, quando o Tricolor decide a vaga para a final da Libertadores contra o Flamengo. O Tricolor não informou os motivos das ausências de Léo Moura e Alisson.

Jean Pyerre correu ao redor do gramado, mas segue entregue a fisioterapia e, dificilmente, terá condições de jogo. O meia sofreu uma lesão muscular grau 2 na coxa direita em um treino no dia 20 de setembro e, a previsão inicial, era que eles estaria à disposição no próximo domingo, quando completa 30 dias afastado dos gramados. Entretanto, como ainda faz tratamento e ficou um longo período fora dos trabalhos, não deve estar em campo na quarta-feira.

O jogo de volta da semifinal da Libertadores está marcado para a próxima quarta-feira, às 21h30min, no Maracanã. Com o empate em 1 a 1, quem vencer estará classificado para a decisão, em Santiago. A repetição do placar leva o jogo para os pênaltis, enquanto qualquer empate por 2 ou mais gols dá a vaga para o Tricolor. O 0 a 0 classifica os cariocas.