Matheus Henrique cobra mais posse de bola do Grêmio contra o Del Valle

Matheus Henrique cobra mais posse de bola do Grêmio contra o Del Valle

Para meio-campista, virada passa por controlar as ações no jogo desta quarta-feira na Arena

Correio do Povo

Matheus Henrique quer Grêmio com mais posse de bola contra o del Valle

publicidade

Se há algo que o Grêmio vai precisar fazer de diferente contra o Independiente del Valle nesta quarta-feira, às 19h15min, para avançar à fase de grupos da Libertadores, é retomar o controle da posse de bola. O alerta foi dado por um dos jogadores do setor, Matheus Henrique, em entrevista coletiva nesta terça, véspera da partida na Arena. 

“A gente sabe que a bola tem que ser nossa, quem tem que ditar o jogo é a nossa equipe. Estamos treinando para se preparar neste quesito”, afirmou ele. “Dando as cartas, o nosso time é forte.” Para avançar à fase de grupos do torneio continental, o Grêmio precisará vencer o rival equatoriano por 1 a 0 ou por dois gols ou mais de diferença.  

No jogo de ida, o del Valle terminou o jogo com quase 70% de posse de bola, além de mais conclusões a gol que o Grêmio. Matheus reconheceu a superioridade da equipe e apesar de não atribuir diretamente, citou que a viagem, que acabou sendo de quase uma semana devido ao adiamento do jogo, somado ao período sem treinos, prejudicou. “A gente estudou bem eles e tivemos esse primeiro confronto, mas teve ocasiões que nos prejudicaram.”

Apesar da pressão da necessidade de vitória para evitar uma queda inédita na fase preliminar da Libertadores, o camisa 7 garantiu que o grupo está tranquilo. “A gente sabe da importância deste jogo, é um jogo eliminatório. Mas o nosso grupo está acostumado com este tipo de jogo. Sabemos da responsabilidade, mas também da nossa capacidade. Vamos enfrentar mais uma decisão com total foco”, afirmou.

Os reforços que o técnico Alexandre Mendes terá também deixam o meia confiante. Kannemann, Maicon, Jean Pyerre e Pepê estarão à disposição. “Tratando do Jean e do Pepê, a gente sabe da qualidade que eles têm. Quando estão dentro de campo, podem nos oferecer”, elogiou ele, que também exaltou o zagueiro argentino: “Em jogo de decisão, ele é forte e grande. Se estiver dentro de campo, vamos estar ainda mais fortalecidos”. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895