Matheus Henrique lamenta ausências de Jean Pyerre e Luan, mas elogia grupo do Grêmio
capa

Matheus Henrique lamenta ausências de Jean Pyerre e Luan, mas elogia grupo do Grêmio

Volante destacou qualidades dos companheiros que seguem entregues ao Departamento Médico

Por
Correio do Povo

Matheus Henrique também agradeceu a confiança do técnico Renato Portaluppi


publicidade

O volante Matheus Henrique se reapresentou hoje ao Grêmio, após os compromissos com a seleção olímpica, que disputou amistosos em Tenerife, na Espanha. Assim como Kannemann, que estava com a seleção principal da Argentina, os dois chegaram hoje a Porto Alegre, trabalharam normalmente e devem ficar à disposição do técnico Renato Portaluppi para o jogo no fim de semana, diante do Palmeiras.

Questionado a respeito da mudança de estilo sem dois dos jogadores mais importantes do elenco, Matheus Henrique reconheceu que Luan e Jean Pyerre, que seguem machucados, fazem falta. No entanto, ressaltou a força do elenco. "São dois grandes jogadores, que muitas vezes decidem os jogos para nós. Mas quando os outros entram, conseguem se destacar com sua característica", frisou.

O jogador ressaltou a importância dos dois próximos confrontos pelo Brasileirão. Ambos os confrontos são longe da Arena. Primeiro, pega o Palmeiras em São Paulo e, depois, o Athletico-PR em Curitiba. Matheus Henrique projetou o duelo diante do alviverde. "Tem tudo para ser um grande jogo. Já enfrentamos eles, sabemos como jogar. Temos que somar o maior número de pontos para colocar a equipe mais perto do objetivo", destacou.

Matheus Henrique citou a boa relação com os demais atletas da base, e sobre como mesmo ainda muito novo, já vem passando sua experiência para esses jogadores, por conta dos compromissos com as seleções brasileira principal e olímpica. "Passo para eles o que vivi, como fui conquistnado meu espaço e a titularidade. Temos que trabalhar e aproveitar quando tivermos as oportunidades", pontuou.

O volante também revelou uma torcida para o Flamengo na final da Libertadores. Disse que lamentava a eliminação, mas que, mesmo assim, torcia para o futebol brasileiro. Mas afastou a torcida pensando em situação de tabela. "Não podemos pensar em depender deles. Temos que fazer a nossa parte para conquistar nossos objetivos", alertou.


O Tricolor enfrenta o Palmeiras no domingo, às 16h, no Allianz Parque, em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão. Atualmente, o Tricolor ocupa a 4ª colocação, com 56 pontos ganhos e, hoje, estaria classificado diretamente à fase de grupos da Libertadores. O Palmeiras, com 68, é o vice-líder.