Michel defende ligação direta para dar velocidade ao Grêmio
capa

Michel defende ligação direta para dar velocidade ao Grêmio

Para o volante, estratégia é "um atalho bem grande para chegar no adversário"

Por
Correio do Povo

Contudo, volante afirmou que essa é apenas uma das armas do Tricolor

publicidade

Velocidade pelas pontas. Essa será uma das estratégias do Grêmio para a continuidade da temporada, revelou Michel em entrevista na tarde desta quarta-feira. O volante afirmou que ligações diretas entre o goleiro e os atacantes são uma das armas para a sequência de jogos da Libertadores e Brasileirão, mas garante que o repertório do técnico Renato Portulappi é amplo. "É muito inteligente. Nós trabalhamos essa situação, mas nosso time não é só isso. Temos bola no chão, posse, paciência, principalmente. Quando der esses contra-ataques, temos que ligar o Everton, Alisson e Pepê, que são jogadores muito rápidos. É um atalho bem grande para chegar no adversário", comentou.

Depois de um longo período de lesão, Michel acredita que precisa recuperar a confiança e o ritmo para voltar à titularidade. Neste domingo, contra o Goiás, ele deve começar jogando no lugar do capitão Maicon, que se recupera de um problema na panturrilha. "É importante ter sequência. Estou aqui para mostrar o que mostrei em 2017. Buscamos melhorar sempre. Infelizmente, fui atrapalhado por algumas lesões, mas jogador tem que estar preparado para essas coisas. Estou voltando mais forte", comentou, garantindo que "vai dar o sangue pelo Grêmio".

De acordo com o camisa 5, ele já poderia ter atuado na derrota contra o Athletico-PR, na qual o Tricolor acabou eliminado da Copa do Brasil. "Foi uma opção do técnico. Todo mundo sabe que é difícil colocar um jogador numa decisão voltando de dois meses parado. O Renato optou pelo Rômulo e ele foi bem, deu conta do recado, fez o que foi pedido", disse. 

Para o restante da temporada, o Grêmio não poderá contar com Leonardo Gomes, que rompeu totalmente um ligamento do joelho. O zagueiro Pedro Geromel, que teve lesão muscular na coxa é outro desfalque, mas o departamento médico não informou quanto tempo o defensor ficará afastado. Michel considera que são peças importantes na equipe, "que estão atuando há bastante tempo, numa sequência bem grande", mas acredita que suas ausências não terão um grande impacto. "Temos um grupo qualificado e preparado para supri-los. Acho que não vai ter problema algum, quem entrar vai dar conta do recado", opinou.