Não estamos acostumados com tantos treinos físicos, diz meia gremista Patrick
capa

Não estamos acostumados com tantos treinos físicos, diz meia gremista Patrick

Trabalho desta quarta-feira no Tricolor foi para aprimorar a força e a potência muscular dos atletas

Por
Correio do Povo

Jogadores do Grêmio fizeram exercícios para melhorar a força e a potência muscular


publicidade

O Grêmio chegou na metade da terceira semana de treinamentos, na manhã fria desta quarta-feira, com um trabalho de força e potência no Centro de Treinamentos presidente Luiz Carvalho. Raras foram as vezes que os jogadores tiveram a oportunidade de trabalhar com a bola e o longo período de exercícios físicos começa a deixar os jogadores ainda mais ansiosos pela volta das competições.

“É difícil, pois não estamos acostumados com (tantos trabalhos) físicos. Tentamos nos empenhar da melhor forma, trabalhando com seriedade e sabendo que daqui um pouco vamos voltar a disputar as partidas. Temos que estar sempre focados para quando as oportunidades aparecerem”, revelou o meia Patrick.

O jogador de 21 anos esteve em campo em sete dos 13 jogos da temporada, o que demonstra clara intenção de Renato Portaluppi em contar com o atleta durante o restante do ano, quando as competições voltarem a ser disputadas. “O retorno foi bem forte. Não esperávamos por essa pandemia, mas já retornamos. Sabemos que agora temos que dar o máximo, pois os campeonatos estão cada vez mais próximos e serão jogos e mais jogos. Então, temos que trabalhar focados nos trabalhos físicos para ficar cada vez melhores”, ressaltou.

Na manhã desta quarta-feira, os grupos de seis jogadores conhecidos como D, E e F realizaram uma série de atividades para melhorar a potência e a força muscular. O primeiro exercício do dia foi a “tração”, na qual o jogador veste uma cinta presa por uma borracha e amarrada a um segundo atleta e precisa cumprir um trajeto, aplicando a máxima velocidade possível.

Na sequência, eles trabalharam saídas em velocidade e agilidade, passando por estacas e obstáculos para melhorar a potência. “Fizemos um trabalho de força com velocidade, gerando potência, e os jogadores foram bem capazes de fazer o exercício. Eles acabaram bem, dentro do ritmo que foi pedido. Estou muito satisfeito com o rendimento dos atletas nessa semana”, destacou o preparador físico Márcio Meira.


A tarde os grupos B e C realizam o mesmo tipo de atividades. Já os goleiros, que compõem o “A”, farão trabalhos específicos para a posição. Todos os exercícios são realizados com o distanciamento e cuidados de higiene exigidos pelo decreto do governo do Estado. O retorno do Gauchão deve ocorrer na segunda metade de julho ou início de agosto, dependendo da situação da pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Sul.