O que o Grêmio precisa na quinta para permanecer na Série A

O que o Grêmio precisa na quinta para permanecer na Série A

Tricolor já não depende mais de si para seguir na elite do futebol brasileiro

Vítor Figueiró

Tricolor ficou no 1 a 1 com o Corinthians em São Paulo

publicidade

O iminente rebaixamento gremista foi mais uma vez adiado, apesar do empate no último domingo. Com a derrota do Juventude para o São Paulo, nesta segunda-feira, o Grêmio ainda tem chances de alcançar o Verdão da Serra e o Bahia, que ocupam respectivamente a 17ª e a 16ª colocação, empatados com 43 pontos, e garantir a permanência no Brasileirão Série A em 2022. 

Entretanto, a situação tricolor não é nada fácil. Na última rodada, o time do técnico Vagner Mancini, além de vencer o campeão Atlético Mineiro, na Arena, precisa que nem Ju e nem Bahia pontuem. Ou seja, eles precisam ser derrotados para o Corinthians, em Caxias do Sul, e Fortaleza, no Ceará. Ambos os adversários dos rivais já estão matematicamente garantidos na fase de grupos da Libertadores em 2022 e não têm mais objetivos no atual campeonato. 

Derrotado por 3 a 1 no Morumbi, o Juventude jogará contra os paulistas também dentro da zona de rebaixamento. Isso em função da vitória do Cuiabá em cima do Fortaleza, que tirou os matogrossenses da zona de rebaixamento - fora do alcance gremista - e jogou os gaúchos da Serra. São 43 pontos somados, empatados com o Bahia, mas atrás no critério de vitórias.

Quem depende só de si, é justamente a equipe de Salvador. Contra o mesmo Fortaleza, os comandados de Guto Ferreira escapam da Série B se vencerem. Se o Tricolor baiano empatar ou perder, precisa que Ju e Grêmio não vençam. Para o Ju, em caso de vitória em casa, um empate dos baianos já serve para mudar de colocação. 

O que o Grêmio precisa

- Vencer o Atletico-MG
- Derrota do Bahia para o Fortaleza
- Derrota do Juventude para o Corinthians

Última rodada:

Quinta-feira: 

- Grêmio x Atlético Mineiro - Arena
- Fortaleza x Bahia - Castelão
- Juventude x Corinthians - Alfredo Jaconi

Tabela

16° - Bahia - 43 pontos
17° - Juventude - 43 pontos
18° - Grêmio - 40 pontos

Romildo não cogita incentivo financeiro

Apesar de dois resultados paralelos serem necessários, o presidente Romildo Bolzan Júnior não cogita incentivar financeiramente os adversários de rivais na luta do Z4. "Não pensamos nisso. Sei o que todos os times têm seus objetivos muito claros. Então, não trabalhamos com esta hipótese".

Depois do empate cedido no final da partida, o tom de todos dirigentes foi bastante comedido, afinal, o Tricolor já não dependeo mais de si para escapar. O vice de futebol, Denis Abrahão, reconheceu a dificuldade, mas pediu para que "não duvidassem da imortalidade" do clube. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895