Pepê vê tarefa de substituir Everton como "muito difícil" e prega dedicação máxima
capa

Pepê vê tarefa de substituir Everton como "muito difícil" e prega dedicação máxima

Atacante destacou importância da intertemporada para corrigir falhas e aprimorar parte física

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Pepê atuou em cinco jogos do Grêmio no Brasileirão e marcou um gol contra o Fortaleza, no estádio Centenário

publicidade

O Grêmio realizou na manhã desta terça-feira mais uma atividade física na intertemporada visando o retorno das competições a partir do dia 10 de julho e, após a atividade, Pepê concedeu entrevistas. Logo na primeira pergunta, o atleta de 22 anos foi questionado se poderia ser o substituto de Everton, em uma eventual venda do atacante na janela de inverno.

“Substituir um jogador como o Everton, que tem nível de Seleção Brasileira, é muito difícil, mas eu tenho trabalhado bastante. Vou me dedicar cada vez mais nos treinos para aproveitar as oportunidades da melhor maneira”, declarou o paranaense de Foz do Iguaçu.

Pepê esteve em campo com a camisa do time profissional do Grêmio em 18 das 34 partidas na temporada. Em 983 minutos, marcou cinco gols, quatro no Gauchão e um no Brasileirão, contra o Fortaleza, no Estádio Centenário. Para ganhar mais oportunidades, corrigir problemas apresentados no primeiro semestre e voltar forte nas disputas da Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil, o jovem quer aproveitar o tempo de treinamentos durante a paralisação para a Copa América.

“Sabemos que será um mês muito apertado, pois temos muitos jogos mata-mata. Vamos trabalhar bastante para enfrentar essas partidas. Serão muitos jogos em sequência, mas temos um grupo muito forte e qualificado. Vamos dar conta do recado”, afirmou o atacante.

O Grêmio volta aos treinos às 15h30min no CT presidente Luiz Carvalho para o segundo turno de trabalhos neste terça-feira.